A Paraíba o tempo todo  |

 Julgamento de mulher acusada de planejar morte do irmão é remarcado

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Foi adiado para outubro o julgamento de Maria Celeste de Medeiros Nascimento acusada de encomendar a morte do irmão Marcos Antônio do Nascimento Filho. O júri que aconteceria durante a manhã desta quinta-feira (30), no Fórum Criminal Ministro Oswaldo Trigueiro de Albuquerque Mello, em João Pessoa ficou para o dia 11 de outubro.

O advogado de defesa apresentou um atestado médico relatando que a ré estava com amigdalite, o que causou o adiamento.

O crime que aconteceu no mês de junho de 2016 apontou que Maria Celeste estava vendendo os bens de herança da família sem comunicá-los, por isso ela teria encomendado a morte do irmão. O homicídio de Marcos Antônio foi planejado para acontecer durante um assalto na panificadora que ele trabalhava. De acordo com o Tribunal de Justiça da Paraíba, a ré sofreu o processo por homicídio triplamente qualificado, roubo qualificado e falsificação de documento público.

Juntamente com Maria Celeste foram presas mais sete pessoas envolvidas no crime, Ricardo de Souza, Nielson da Silva, Severino Fernandes Ferreira, Werlida Raynara da Silva, Robson de Lima Ramos, Walber do Nascimento Castro e Jairo César Pereira. A denúncia foi realizada no dia 13 de outubro de 2016 pelo Ministério Público do Estado (MPPB).

 

Redação

 

 

 

Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe