A Paraíba o tempo todo  |

JP é a única capital reconhecida em prêmio de acessibilidade

O portal da PMJP foi desenvolvido seguindo as diretrizes da Web Content
Accessibility Guidelines (WCAG), com o objetivo garantir o acesso de
todo o seu conteúdo para os cidadãos, podendo ser acessado nos
navegadores mais recentes, e com recursos para navegação via
dispositivos móveis.

De acordo com Eliseu Lins, diretor de ações multimídias da Secretaria
de Comunicação (Secom), a acessibilidade é mais uma ação dessa gestão
para tornar a prefeitura cada vez mais transparente e valorizar a
política de inclusão. “A PMJP já busca há algum tempo trazer cada vez
mais as pessoas para a gestão. Um exemplo é o trabalho da equipe na
web, através do das redes sociais como Twitter, Facebook, Orkut, Flickr
e Youtube”, disse.

O portal foi desenvolvido pelos analistas Sérgio Vilar e Giseudo
Oliveira, com apoio do coordenador da Divisão de Desenvolvimento de
Mídias Sociais da Secom-JP, Flávio Mendes e de Eliseu Lins. O próximo
objetivo da equipe é implementar os mesmos recursos de acessibilidade
na versão do portal para dispositivos móveis.

Redes Sociais – Eliseu Lins destaca a resposta da população às redes
sociais da PMJP. “O perfil do Twitter, @pmjp, é o mais acessado
proporcionalmente do Brasil, entre as capitais (considerando a
quantidade de seguidores em relação à população) e o segundo em números
absolutos. Já o perfil do Facebook, Pmjponline, ocupa a segunda posição
nacional, de forma proporcional”, afirmou.

Reconhecimento Nacional – Neste ano, o portal já recebeu um selo de
reconhecimento do site dasilva.org, primeiro avaliador de
acessibilidade em Português para websites. Para equipe desenvolvedora
do portal, é uma satisfação a PMJP ser reconhecida nacionalmente mais
uma vez. “É um incentivo para que a gente busque cada vez mais
aproximar o governo da população, seja pessoas com necessidades
especiais ou não”, comentou Eliseu Lins.

O prêmio – O prêmio [email protected] é uma iniciativa do W3C Escritório
Brasil, por determinação do Comitê Gestor da Internet, em parceria com
a Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do
Planejamento e a Associação Brasileira das Agências Digitais (Abradi) e
Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, de São Paulo.

A cerimônia de premiação aconteceu nesta quinta-feira (14), em São
Paulo. A PMJP concorreu ao prêmio com a Associação de Deficientes
Visuais e Amigos (Adeva), Fundação Dorina Nowill para Cegos, Programa
Censo-Inclusão de Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida da
Prefeitura de São Paulo e Prefeitura de Rio das Ostras (RJ), que ficou
em primeiro lugar.

Secom-JP

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe