A Paraíba o tempo todo  |

Jornalista campinense que morreu de câncer nos Estados Unidos é cremada

O corpo da jornalista paraibana Vanuza Ramos, que morreu nana Flórida, nos Estados Unidos, foi cremado neste domingo. Vanuza Ramos iniciou a sua carreira atuando na redação do Jornal da Paraíba, em Campina Grande, à época em que o jornal era editado pelo jornalista Geovaldo de Carvalho.

Vanusa fixou residência nos EUA há alguns anos, onde atuava no jornal Gazeta News.

À época do JP, tinha predileção pelas editorias de Cidade, Política e de Cultura. Ela também fez trabalhos de assessoramento no Poder Legislativo campinense.

A morte da jornalista ocorreu devido a uma parada cardíaca, decorrente de um câncer, que enfrentava há quase dois anos, que entrou em processo de metástase. Familiares de Vanuza estão nos EUA e devem trazer as cinzas da jornalista para Campina Grande.

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe