Do total de pessoas identificadas com HIV/Aids, 72% são do sexo masculino e 28%, do sexo feminino

A Secretaria de Saúde de João Pessoa identificou 2.036 casos de Aids no estado nos últimos 12 anos. Do total de pessoas identificadas com HIV/Aids, 72% são do sexo masculino e 28%, do sexo feminino. Até o terceiro trimestre de 2019, a rede municipal de saúde realizou 36.800 testes rápidos para HIV; 31.900 para sífilis; 27.700 mil para hepatite B e 28.200 mil para hepatite C. A gerente operacional das ISTs, HIV/Aids e Hepatites Virais, Ivoneide Lucena Pereira, conta que há várias formas de se prevenir das infecções sexualmente transmissíveis.

“Uma das formas de cuidado também pode ser frequentar o serviço de saúde, que é uma dificuldade por parte do perfil do jovem; tomar a vacina para Hepatite B; ter relações sexuais com preservativo; dialogar com o seu parceiro a melhor forma de se prevenir. Então, são várias prevenções que pode manter sua saúde em dia.”

José da Paz Santana, de 50 anos, descobriu que era soropositivo há 22 anos, quando foi fazer uma doação de sangue. Depois disso, sexo só com camisinha.

“Quando descobre, aí se vê em depressão. O que foi que aconteceu? Querer culpar os outros e isso não existe. Eu acho que o método é ter cuidado e usar o preservativo. Também é importante para a nossa vida.”

José da Paz Santana faz o tratamento no Hospital Clementino Fraga, referência para o tratamento de HIV/Aids, que é responsável pelo acompanhamento de 90% dos pacientes do Estado. A Secretaria Municipal de Saúde oferece diariamente aos usuários o serviço de testagem rápida para HIV/Aids e outras IST como sífilis, e hepatites B e C.

Além das unidades de saúde da família e policlínicas municipais, o serviço também é realizado pelo Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA), que está localizado na Policlínica Municipal de Jaguaribe. E não esqueça: a retirada gratuita de camisinhas nas unidades de saúde é um direito seu; por isso, não devem ser impostas quaisquer barreiras ou condições para que você as obtenha. Retire quantos preservativos masculinos ou femininos você julgar que necessite.

A camisinha é o único método que previne contra todas as ISTs. Sem camisinha, você assume o risco. Use camisinha e se proteja. Para mais informações, acesse: saúde.gov.br/ist.

 

Agência Rádio

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB é o 5º estado do Brasil com maior investimento público, aponta Folha de SP

Um ranking dos estados realizado pela Folha de São Paulo e que foi divulgado nessa quarta-feira (26), mostra a Paraíba no quinto lugar dos estados com  maior investimento público em…

Midia nacional: famoso comunicador paraibano pode fechar com a Gazeta diz site

Fabiano Gomes é um dos comunicadores mais polêmicos do Nordeste. Foi o primeiro apresentador paraibano que venceu, no IBOPE, o “Bom dia praça” e o “Bom dia Brasil”, pela TV…