O secretário de Articulação Política do Governo da Paraíba, João Gonçalves (Podemos), reagiu, durante entrevista nesta quinta-feira (06), a manobra da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) em protocolar pedidos de CPI e de Impeachment contra o governador João Azevêdo e também creditou à articulação a tentativa de formação de um palanque político, com vistas às eleições 2020.

Segundo Gonçalves, como representantes da população, os parlamentares devem ter responsabilidade com a Paraíba, em vez de tentar criar um clima instabilidade, que atinge, sobretudo o campo econômico, através dos investimentos.
Atualmente a Paraíba figura como um dos Estados mais equilibrado nas contas públicas, com capacidade de adquirir empréstimos para manter a execução de obras e ações.

“É preciso que os agentes políticos, principalmente parte dos deputados que entraram com esses instrumentos legislativos, que tenham responsabilidade com a Paraíba, que vem se estabelecendo economicamente, é nível B, ou seja, o estado tem mantido a folha em dia, deu aumento salarial linear e está fazendo o possível para atender às categorias. Não se pode fazer campanha política em cima do estado, em cima das pessoas. O que estão fazendo é um palanque!”, reagiu.

No tocante ao pedido de impeachment, Gonçalves lembrou que não há fato determinante, não a acusação ou denúncia contra o governador que embase a solicitação. Já no tocante à CPI da Calvário, as autoridades responsáveis já estão realizando as investigações e tomando as providências.

“Todos os instrumentos já estão sendo adotados, o que a oposição quer é palanque”, reforçou. As informações repercutiram no programa Rádio Verdade, da Arapuan FM.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nordeste tem tempo nublado com pancadas de chuva nesta quarta

O Nordeste do país tem tempo nublado com possibilidade de chuva nesta quarta-feira (19). No Maranhão, tempo encoberto a nublado com pancadas de chuva. No Piauí, no Ceará, na Paraíba…

Salas da reitoria da UFPB têm vidros quebrados e paredes pichadas

O prédio da reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), localizada no campus sede, em João Pessoa foi depredado e teve os vidros das portas de entrada quebrados. O ambiente…