Após sair em defesa do secretário Edvaldo Rosas (PSB), o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) decidiu agora também sair em defesa do secretário de Comunicação, Nonato Bandeira (PPS), que foi alvo de críticas recentes do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

João lembrou que se hoje Nonato faz parte do quadro de auxiliares do Estado é porque foi o próprio ex-governador que fez o pedido para que ele fosse nomeado e incorporado à nova administração.

“É uma inversão talvez, porque se hoje o secretário Nonato Bandeira é secretário de Estado, foi um pedido pessoal do governador Ricardo Coutinho para que nomeasse ele”, asseverou.

Em entrevista exibida pela TV Tambaú, domingo, Coutinho acusou Nonato Bandeira de tentar destruir o propagado “projeto” do PSB.

As declarações do chefe do executivo foram dadas à imprensa, nesse final de semana, durante a abertura da 52ª edição da Expofeira Paraíba de Agronegócios, que aconteceu no Parque de Exposições, em João Pessoa.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pré-candidato à PMJP, Eduardo Carneiro quer mais diálogo com Cartaxo

Preste a retornar aos trabalhos na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) também terá como foco em 2020 sua possível candidatura Prefeitura Municipal de João Pessoa. Desta forma,…

Empreendimentos na PB lavaram dinheiro de corrupção de Angola, afirma revista

“Eles não economizaram aqui”, afirma, solícita, uma das vendedoras dos 130 apartamentos do Solar Tambaú, empreendimento imobiliário de luxo à beira-mar em João Pessoa, na Paraíba. “Além dos milhões e…