O governador João Azevêdo visita, nesta sexta-feira (22), a sede da Cagepa em Campina Grande. Na ocasião, o chefe do Executivo estadual conversará com a imprensa sobre as medidas adotadas para normalização do abastecimento d’água.

Essa semana, a Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (Cagepa) garantiu que os custos de operação e conserto do problema elétrico na estação de tratamento e bombeamento de gravatá não serão repassados para a população de Campina Grande.

A informação foi dada pelo presidente da companhia, Marcos Vinícius, durante entrevista coletiva, que estimou um gasto de aproximadamente R$ 4 milhões.

 – A companhia vai arcar com esses recursos de 4 milhões, que é uma estimativa preliminar – disse.

Segundo ele, a população só seria prejudicada se o serviço fosse municipalizado e privatizado pela prefeitura.

 – Se fosse municipal, a população arcaria com esse prejuízo todo, porque no privado não tem almoço de graça para ninguém – falou.

Desde a última sexta-feira que os campinenses sofrem com a falta de água nas torneiras devido a um acidente nos equipamentos da adutura de Gravatá que ´puxa água do açude Epitácio Pessoa em Boqueirão.

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça condena PMJP a pagar indenização por negligência em parto

O Município de João Pessoa foi condenado a pagar uma indenização, por danos morais, no valor de R$ 20 mil, em razão da imprudência e negligência de equipe médica do…

120 mil passageiros passarão pelo Aeroporto de JP na alta estação

O Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, em Bayeux (PB), região metropolitana de João Pessoa, está preparado para a movimentação da alta temporada. Entre os dias 16 de dezembro e 5 de janeiro…