Diante de uma grande tragédia ambiental, o governador João Azevêdo (PSB), cobrou do governo federal uma ação mais enérgica para resolver a questão do derramamento de óleo que deixou sujas as praias de algumas regiões do Nordeste, incluindo as da Paraíba. Ele esteve reunido nessa quarta-feira (23), em Brasília, com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e externou a preocupação com o estrago causado.

“Na oportunidade, cobramos uma ação mais enérgica no sentido de identificar a fonte, a origem desse óleo. Isso é o que mais nos preocupa, porque se por um lado 1.100 toneladas de petróleo já foram recolhidas em todas as praias, se tiver vindo de um navio que naufragou, é uma gota d’água, já que um petroleiro transporta no mínimo 160 mil toneladas. Mas, se foi uma outra operação, esperamos que a quantidade de óleo seja muito menor”, destacou.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

UFPB vai comercializar remédios a partir da milona

O Programa de Pós-Graduação em Produtos Naturais e Sintéticos (PgPNSB) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) celebra 41 anos com nível de excelência. Durante essas quatro décadas, formou quase mil…

PL de Veneziano isenta estudantes de pagarem por passaporte

O Projeto de Lei (PL 861/2019), de autoria do Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), que isenta do pagamento da taxa de passaporte os estudantes brasileiros que forem estudar, pesquisar…