Por pbagora.com.br

Diante de uma grande tragédia ambiental, o governador João Azevêdo (PSB), cobrou do governo federal uma ação mais enérgica para resolver a questão do derramamento de óleo que deixou sujas as praias de algumas regiões do Nordeste, incluindo as da Paraíba. Ele esteve reunido nessa quarta-feira (23), em Brasília, com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e externou a preocupação com o estrago causado.

“Na oportunidade, cobramos uma ação mais enérgica no sentido de identificar a fonte, a origem desse óleo. Isso é o que mais nos preocupa, porque se por um lado 1.100 toneladas de petróleo já foram recolhidas em todas as praias, se tiver vindo de um navio que naufragou, é uma gota d’água, já que um petroleiro transporta no mínimo 160 mil toneladas. Mas, se foi uma outra operação, esperamos que a quantidade de óleo seja muito menor”, destacou.

Redação

Notícias relacionadas

Mais de 60 cidades da PB estão sob alerta de chuvas com raios e ocorrências de alagamentos

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) colocou 64 municípios da Paraíba sob alertas de perigo potencial de chuvas intensas e acumulado de chuvas. Os avisos são válidos até as 10h…

Cadastrados no VacinaPB recebem mensagem sobre início da etapa para maiores de 80 anos

Os cadastrados no site VacinaPB foram notificados sobre o início de mais uma etapa da vacinação contra a Covid-19, agora para maiores de 80 anos. A plataforma funciona como um…