O governador João Azevêdo assinou, nesta terça-feira (27), o Projeto de Lei que assegura a autonomia administrativa e financeira da Polícia Civil da Paraíba. O ato está inserido no pacote de quatro decretos e três Projetos de Lei que foram encaminhados à Assembleia Legislativa da Paraíba e representam ações de fortalecimento da Segurança Pública e da Defesa Social. As ações foram realizadas na Academia de Polícia Civil (Acadepol), em João Pessoa, durante solenidade em comemoração ao aniversário de 38 anos da instituição.

O pacote é composto por decretos que criam a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos na cidade de Patos; a Delegacia Especializada de Combate à Corrupção no Estado; o decreto que transforma a Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado em Delegacia Especializada em Repressão ao Crime Organizado; e ainda o decreto que cria a Medalha Mérito da Segurança Pública na Paraíba.

Além da iniciativa que garante a autonomia financeira e administrativa da Polícia Civil, o governador também assinou os seguintes Projetos de Lei: o que transforma o Fundo Especial de Segurança Pública em Fundo da Segurança e Defesa Social do Estado da Paraíba e o que altera dispositivos da Lei sobre a organização, composição, competências e funcionamento do Conselho Estadual da Segurança e da Defesa Social e dá outras providências.

O evento também foi marcado pela entrega de certificados a alunos que concluíram cursos profissionalizantes no projeto Criança Cidadã, realizado na Acadepol, e pela entrega das Medalhas “Governador Tarcísio de Miranda Burity”, comenda mais alta da Polícia Civil da Paraíba.

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou a importância dos atos assinados para o fortalecimento da Segurança Pública da Paraíba. “Esse é um processo constante de políticas públicas. A Segurança tem dado resultados excelentes e demonstrações claras do compromisso de toda a equipe e isso exige que a gente faça o aprimoramento do sistema. Esses sete atos vão na direção de oferecer melhores condições de trabalho, assegurar uma gestão mais eficiente e qualificar os serviços para melhorar a forma de atendimento à população”, frisou.

Ele também destacou todo o trabalho da equipe do Governo do Estado para assegurar a conquista da autonomia financeira da Polícia Civil. “A Instituição passará a ter seu orçamento próprio, o que facilita muito a operacionalização porque dará rapidez na aquisição e na tomada de decisão, o que resulta em serviço mais qualificado. É uma alegria muito grande poder demonstrar o nosso respeito à Polícia Civil e desejo que a realização desse sonho traga alegrias e resultados”, acrescentou.

O gestor ainda assegurou que não medirá esforços para fazer com que os investimentos continuem na área da Segurança. “Nós estamos licitando os Centros de Comando e Controle e as 1.300 câmeras de monitoramento que serão espalhadas no Estado, que representam um investimento de R$ 40 milhões, e entregamos recentemente o Batalhão Motorizado para permitir que os índices continuem avançando. Eu quero ver cada vez mais a Polícia Civil, a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros envolvidos e motivados”, comentou.

O secretário da Segurança e da Defesa Social, Jean Francisco Nunes, evidenciou que as iniciativas apresentadas pelo Governo do Estado representam a demonstração de ações voltadas para o fortalecimento de políticas destinadas a aprimorar a gestão da área. “Quando regulamentamos, por meio de decretos e de leis, deixamos as coisas muito mais transparentes, permitindo que as nossas Forças trabalhem com muito mais segurança e dando liberdade para que os trabalhos sejam desenvolvidos”, declarou.

O delegado-geral da Polícia Civil, Isaías Gualberto, afirmou que a Corporação vive um momento histórico com a conquista de sua autonomia financeira e administrativa. “Os 38 anos da nossa instituição ficarão marcados pela realização de um sonho de muitos anos e que hoje foi realizado. Nós temos alcançado resultados fantásticos nesse primeiro semestre do ponto de vista operacional e administrativo e, além da redução nos crimes patrimoniais e de homicídios, nós conseguimos instituir um sistema de Recursos Humanos, de Controle de Armamentos e de Logística, expandimos o sistema de procedimentos policiais, o que representa a modernização da Polícia Civil no nosso Estado”, pontuou.

A solenidade foi prestigiada por deputados estaduais, prefeito, vice-prefeito e por auxiliares do Governo da Paraíba.

Homenagens – A juíza Graziela Queiroga, homenageada com a “Medalha de Relevantes Serviços Prestados à Polícia Civil”, reiterou seu compromisso com a instituição. “Eu me sinto bastante honrada com essa homenagem, tomo emprestada a fala do governador quando ele disse que esse reconhecimento é a consequência de um trabalho e fico feliz de poder contribuir, dentro do meu mister, com a Polícia Civil e com o sistema de Segurança como um todo”, falou.

O coronel do Corpo de Bombeiros Militar, Lucas Severiano, homenageado com a Medalha “Governador Tarcísio de Miranda Burity, agradeceu a honraria. “É um momento muito importante e fico muito grato por essa homenagem. A Polícia Civil tem trazido resultados positivos para o nosso Estado e envergar essa condecoração vai ser uma honra”, falou.

Projeto Criança Cidadã – A ação atende, atualmente, 75 crianças e adolescentes e oferece cursos de Esporte, Inclusão Social, Direitos Humanos, Ética e Cidadania, Convivência Democrática e Informática Básica.

Aluna do projeto Criança Cidadã, Yasmin Félix, afirmou que a participação nas atividades da Acadepol representa uma conquista de vida. “Eu fiquei surpresa quando fui presenteada com o curso porque foi em um momento bem importante para mim e foi muito legal porque tivemos aulas dinâmicas, aprendemos como agir como um bom cidadão; enfim, são coisas que vamos levar para a vida toda”, disse.

Novas delegacias – A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Patos surgiu após a Secretaria da Segurança e Defesa Social ter criado uma Força Tarefa com a finalidade de atuar nas ocorrências que envolvam furtos por meio de explosões e arrombamentos de instituições bancárias e de terminais de autoatendimento, bem como de roubos a empresas e veículos de transportes de valores no Estado.

Já a criação da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção se faz necessária para que o Estado da Paraíba possa se coadunar à Portaria n.º 631/2019, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e seguir a Lei 13.675/2018, que prevê o Sistema Único de Segurança Pública (Susp), a fim de que possa receber recursos do Governo Federal. Ela terá abrangência estadual e irá apurar todos os crimes que não sejam da competência da Justiça Federal.

 

Secom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian ignora pesquisa contra Bolsonaro e evita defender presidente

O deputado federal paraibano Julian Lemos, do PSL, conhecido por ser um dos defensores ferrenhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), diferentemente de outras ocasiões em que, por qualquer ataque, tomava…

Consórcio NE: primeiro edital de compra coletiva será lançado nesta 3ª

O governador João Azevêdo e demais governadores do Nordeste participaram, nesta segunda-feira (16), do Encontro do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), realizado no Hotel Senac Barreira…