Por pbagora.com.br

O governador João Azevêdo anunciou, nesta segunda-feira (6), durante o programa ‘Fala, governador’, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara, o lançamento de um edital, no valor de R$ 1 milhão, destinado a pesquisadores e cientistas, com o objetivo de incentivar a apresentação de propostas de monitoramento, análise e recomendações para rápida implementação diante da pandemia de covid-19. O edital está sendo organizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq) em parceria com a Secretaria de Estado da Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba.

Os temas de interesse do edital envolvem desenvolvimento de testes de diagnósticos clínicos sensíveis, específicos, rápidos e de custo competitivo para covid-19; desenvolvimento de ventiladores pulmonares portáteis de baixo custo; desenvolvimento de produtos antivirais ou outros produtos que possam servir como terapia de apoio ou para diagnóstico e prevenção da doença; e desenvolvimento de aplicativos baseado em pesquisas que contribuam para a compreensão e influência do comportamento – para as instituições públicas e locais de trabalho – visando facilitar a contenção e minimizar comportamentos contraproducentes (inclui pesquisa baseada em georreferenciamento e dados sociais para investigar e mapear zonas de risco nas grandes cidades).

“Se você é pesquisador e tem um projeto e quer desenvolvê-lo de forma rápida, participe do nosso edital. Por meio da Fapesq, vamos analisar e liberar da forma mais rápida possível para que essas pesquisas possam ir na direção daquilo que nós queremos: apresentar soluções e alternativas mais rápidas possíveis”, disse João Azevêdo.

As inscrições serão realizadas até às 18h do dia 16 de abril, por meio do endereço eletrônico https://sigfapesq.ledes.net/. Cada proposta poderá solicitar até o valor máximo de R$ 200 mil e a execução dos projetos de pesquisa deve ser de até nove meses. A divulgação dos resultados preliminar e final estará disponível no site da Fapesq (www.fapesq.rpp.br ), até o dia 29 de abril de 2020.

Esclarecimentos e informações adicionais sobre o edital poderão ser feitos pelo endereço eletrônico: programas- projetos@fapesq.rpp.br, no horário de segundas às quintas-feiras, das 8h às 12h e das 13h30 às 16h30; sextas-feiras das 8h às 13h.

Aquisição de novos equipamentos – O governador João Azevêdo anunciou que o Governo da Paraíba, adquiriu, por meio do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), 66 respiradores que serão utilizados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), reservadas para o atendimento exclusivo de casos de coronavírus. Ele também destacou a compra de 45 mil máscaras e a parceria com empresas paraibanas para a produção de aventais e máscaras cirúrgicas para assegurar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as equipes de Saúde e Segurança, que estão na linha de frente ao combate do novo vírus.

Uso de máscara – Durante o programa ‘Fala, governador’, João Azevêdo defendeu o uso de máscaras em ocasiões em que houver a necessidade de sair de casa. “É importante que a população entenda a necessidade de se proteger e proteger o próximo. Pensando de uma forma coletiva, poderemos combater efetivamente o vírus. Nós estamos entrando numa fase muito difícil nas próximas duas semanas e, segundo os especialistas, poderemos ter os picos mais altos de contaminação até o dia 20 de abril. As máscaras caseiras podem ser feitas de diversas formas e esse é um apelo que fazemos porque a população de países que adotaram essa prática apresentou uma redução significativa de contágio e isso vai proteger e salvar vidas”, ponderou.

Ele ainda reforçou a importância do cumprimento do isolamento social para achatar a curva de crescimento do coronavírus. “Se houver um relaxamento do isolamento, nós teremos um aumento de casos extremamente rápido e é isso que precisamos impedir que aconteça. Nós estamos construindo um hospital de campanha junto do Metropolitano, em Santa Rita, com 130 vagas, podendo chegar a 200 vagas; estamos buscando espaços para criar mais uma alternativa em Campina Grande, ou seja, o governo tem feito o que é possível para disponibilizar o atendimento à população”, acrescentou.

Notícias relacionadas

Polícia apreende aves silvestres na feira Central de Campina Grande

Policiais da 2ª Companhia de Polícia Ambiental apreenderam, na manhã deste sábado (15), 14 aves silvestres, durante fiscalização na Feira Central, no Centro da cidade de Campina Grande. A fiscalização…

PM encerra festas clandestinas com aglomerações e apreende drogas na PB

Festas clandestinas que estavam promovendo aglomerações de pessoas foram encerradas pela Polícia Militar, na madrugada deste domingo (16), em quatro cidades do interior do Estado. Além disso, drogas foram apreendidas…