A presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, vereadora Ivonete Ludgério (PSD), anunciou que foi diagnosticada com uma síndrome vasoconstrição cerebral reversível,, e que seguirá com um tratamento específico orientado por médicos que acompanham a parlamentar.
Ela retornou esse semana à Casa de Félix Araújo, após alguns dias de afastamento para tratar de problemas relacionados à saúde.

Em entrevista concedida à Rádio Caturité, Ivonete revelou que a síndrome lhe tem privado de realizar várias atividades No entanto, ela não falou em tirar licença do cargo.

– Eu tenho um período longo para me recuperar da cirurgia, e também de uma síndrome. Eu descobri que tenho uma síndrome que me priva de várias coisas. Fui diagnosticada com Síndrome vasoconstrição cerebral reversível, é complicado, é difícil de ocorrer, mas ocorre comigo. Eu preciso continuar fazendo o que os médicos me pedem que eu faça – afirmou.

A vereadora, que já anunciou o início das discussões LOA 2020, convidou a população para se fazer presente, frisou a importância do momento para a sociedade, e ainda acrescentou que devido às questões de saúde e recomendações médicas, não se fará presente nas audiências.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Abrigo de idosos em JP lança campanha para se manter durante pandemia

A Instituição Espírita Nosso Lar, que mantém um abrigo para 42 idosos, vem enfrentando dificuldades para se manter, durante a pandemia do novo coronavírus. O asilo é uma entidade filantrópica…

Garantia Safra mais de 18.291 agricultores familiares vão receber benefício na PB

O Garantia-Safra, criado em 2002, integra o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) tem como objetivo garantir a segurança alimentar de agricultores familiares que residam em regiões sistematicamente…