O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba (Iphaep) determinou nessa sexta-feira (31), o embargo das obras do Parque Ecológico Sanhauá.

De acordo com a diretora executiva do Iphaep, Cassandra Figueiredo, a Prefeitura não solicitou o licenciamento para execução de obras na localidade.

“Fomos surpreendidos pela denúncia de moradores sobre o início das obras no Porto do Capim, com a demolição de algumas casas, o que não poderia acontecer porque não há ainda licença para essa intervenção. Pode ser que o projeto seja aprovado, mas até agora ele não foi liberado”, revelou.

Por meio de nota, a Prefeitura Municipal de João Pessoa declarou considerar o ato jurídico como “arbitrário” e avisou que o prefeito Luciano Cartaxo irá se pronunciar sobre o tema na próxima segunda-feira.

PB Agora


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sem saber, internautas lamentam morte de atriz Eva Todor que morreu em 2017

Um fato curioso chamou a atenção dos internautas do Twitter, na madrugada desta quarta-feira (11). O nome da atriz Eva Todor estava nos assuntos mais comentados da rede social. Nas postagens…

Corrupção é um dos principais crimes praticados por agentes públicos denunciados pelo MPPB

A corrupção foi um dos principais delitos praticados pelos agentes públicos (entre eles prefeitos municipais) denunciados em 2019 pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) ao Tribunal de Justiça. De acordo…