Por pbagora.com.br

A deputada estadual Cida Ramos, do PSB, reagiu, nesta quarta-feira (30), as acusações do prefeito de Sapé, Roberto Feliciano (PSB), sobre ela ser a responsável pela intervenção no Diretório Municipal da sigla, na cidade e tachou o prefeito de desinformado.

Natural da cidade, Cida admitiu que tinha uma opinião que corroborava com a necessidade de revitalização do diretório, no entanto, ressaltou que ela não integra a executiva estadual e, portanto, não cabia a ela o poder de decisão;

“Ou é Fake News ou é desinformação do prefeito. Eu sequer sou da executiva estadual. O diretório tem suas regras, suas deliberações, que são tomadas coletivamente. Se o prefeito se sentiu insatisfeito, por que é que ele não procurou a executiva? Eu tenho muito o que fazer. Nessa Casa eu coordeno uma CPI, uma Comissão, Duas Frentes Parlamentares, sou vice-presidente de outra comissão, então eu não paro. Estou em reuniões o tempo inteiro, então eu não tenho tempo de estar com futrica, com intriga. Eu tenho muitos defeitos, mas também tenho muitas qualidades, dentre as quais é fazer as coisas diretamente. Eu não mando recado para ninguém”, avisou.

De acordo com Cida, ela sequer sabia que o prefeito Roberto era quem presidia a sigla na cidade de Sapé. “O prefeito, se ele era presidente, não sei, ele tinha que procurar a direção estadual e ter conversado, diante de toda essas renovações. Também não sei se ele procurou”, emendou.

Sobre a debandada do partido, do prefeito e de outros três vereadores, após a intervenção, Cida evitou polemizar. “Deixar ou não uma sigla é uma deliberação individual, não posso falar por ninguém”, arrematou.

ENTENDA

Ontem, em entrevista, o prefeito Roberto Feliciano citou nominalmente a deputada estadual Cida Ramos como sendo a responsável pela intervenção no diretório municipal de Sapé. Ele ainda disse que foi pego de surpresa com a informação e se disse vítima de uma retaliação interna capitaneada pela parlamentar.

Feliciano disse ainda que em nenhum momento foi contactado pela Comissão Interventora do PSB, designada pela direção nacional, antes da dissolução e que, por isso, não permanecerá mais filiado ao partido.

“Se fui destituído dessa forma, é porque não me querem no partido”, cravou.

 

Com informações de Eliabe Castor

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em JP: Cícero aborta qualquer possibilidade de disputar vaga de vice

O pré-candidato à PMJP, Cícero Lucena (Progressistas), negou nesta sexta-feira (07) encontro com o senador José Maranhão visando apoio ou uma possível colocação de vice na chapa do MDB à…

Confira as seis chapas inscritas para disputar eleição indireta em Bayeux

Seis candidatos deverão disputar a Prefeitura Municipal de Bayeux nas eleições indiretas. O processo foi determinado pela Justiça após a renúncia do prefeito afastado Berg Lima. O pleito acontece no…