Por pbagora.com.br

 Quem passa pela Avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa, pode observar na fachada da Faculdade Maurício de Nassau o placar do Impostometro. Nele, a marca de mais de 1,9 trilhões de arrecadação que bateu recorde no último dia 14, se comparado com o ano anterior em que esse número aconteceu apenas dois dias depois. A marca de 2 trilhões deve ser batida ainda hoje (29), um dia antes do que aconteceu no ano passado.

Segundo o professor do curso de Ciências Contábeis, Wellington Barbosa, um dos fatores que contribuiu para o recorde de arrecadação foi o Regime Especial de Regularização Tributária, conhecida como Lei da Repatriação. “A mudança aconteceu de abril a outubro deste ano, com intuito de incentivar a regularização de recursos do exterior não declarados. O contribuinte que aderiu pagou 15% de Imposto de Renda e 15% de multa, totalizando 30% do valor regularizado. O problema do Brasil não é falta de dinheiro, é incompetência na gestão e corrupção”, declarou Wellington.

Os valores que são arrecadados são divididos em tributações sobre a renda, consumo e patrimônio, porém, segundo Wellington Barbosa, o que mais pesa para os brasileiros é a tributação sobre o consumo, principalmente para o assalariado. “Segundo estudos, a distribuição dos tributos se mostra injusta, sendo 59,63% para a esfera Federal, 29,3% para os estados e apenas 11,07% para os municípios, que são responsáveis pelas necessidades básicas da população”, informou.

Além de ser um dos países com maior taxa de impostos, o brasileiro ainda precisa conviver com a realidade de não ver esse valor arrecadado para o bem comum. “Parte do dinheiro some com a corrupção e parte é gasto de forma ineficiente, isto é, não são aplicados de maneira correta em serviços públicos como: educação, saúde, segurança e transporte, e faz com que a população tenha que gastar com serviços de forma particular”, finalizou Wellington Barbosa.

 

PB Agora com Assessoria

Notícias relacionadas

Polícia apreende aves silvestres na feira Central de Campina Grande

Policiais da 2ª Companhia de Polícia Ambiental apreenderam, na manhã deste sábado (15), 14 aves silvestres, durante fiscalização na Feira Central, no Centro da cidade de Campina Grande. A fiscalização…

Litoral paraibano tem 12 trechos de mar impróprios ao banho durante essa semana

Quem deseja aproveitar o pouco de sol previsto para este domingo nas praias paraibanas devem evitar pelo menos 12 trechos do litoral que está impróprios ao banho e devem permanecer…