Ação envolve servidores e estudante do curso Técnico em Química do Campus Cabedelo. A doação de insumos pode ser feita diretamente no Campus

O Instituto Federal da Paraíba (IFPB) produzirá álcool em gel 70% e álcool etílico glicerinado a 80% nos laboratórios do Campus Cabedelo. A ação envolve o esforço de servidores e estudantes do Curso Técnico em Química, a fim de colaborar com o combate ao novo coronavírus (SARS-CoV-2) no atual contexto de pandemia de COVID-19, declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O objetivo é que os insumos produzidos sejam doados para a rede pública de saúde e Instituições filantrópicas do município de Cabedelo. De acordo com a coordenadora do Curso Técnico em Química, professora Sayonara Lira Porto, o Campus Cabedelo tem capacidade para produzir, diariamente, 70 litros de álcool em gel a 70% e outros 70 litros de álcool etílico glicerinado a 80%, a depender dos reagentes disponíveis.
O grupo que está desenvolvendo o projeto é atualmente composto pelos professores Sayonara Porto, Ane Josana Fernandes, Liz Jully, Raquel Luna, Mônica Martins, Manoel Dantas e Henrique César, pelo técnico Cristiano Cabral, e pela estudante Katiúscia Costa.

Durante a semana, foram realizados testes de formulação para a produção do álcool em gel e do álcool glicerinado no laboratório de Química do Campus Cabedelo. O treinamento foi realizado pelos integrantes do Conselho Regional de Química da Paraíba (CRQ 19 – PB), a presidente Raquel de Lima e Abner Machel de Oliveira, e pelo aluno do curso de Química Industrial da UFPB, Alan Henrique Teixeira, que disponibilizaram não apenas o conhecimento, mas uma pequena quantidade de reagentes e materiais para início dos testes. As formulações seguem a Resolução – RDC N° 350, de 19 de março de 2020, publicado no DOU em 20/03/2020.

O Campus Cabedelo deve investir recursos, de forma emergencial, para a aquisição de reagentes, mas serão necessárias doações dos insumos para que a produção ocorra de forma continuada, atendendo às necessidades dos serviços do SUS e da população em geral. A produção terá início assim que chegarem estes insumos.

Entre os itens necessários para a produção estão: álcool etílico 96°GL; glicerol P.A.; peróxido de hidrogênio P.A.; trietanolamina P.A.; e o polímero MC 70, que será utilizado em substituição ao carbômer 980, em falta no mercado. Além destes, são necessários frascos de plástico para o acondicionamento e etiquetas.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Inmet emite alerta de fortes chuvas para JP, CG e mais 112 cidades

Por meio de release o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou aviso de perigo ocasionado por acumulado de chuva para 114 municípios paraibanos, incluindo João Pessoa e Campina Grande, hoje…

Após voltar à mira do Gaeco, RC faz live e reclama de perseguição; assista na íntegra

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) quebrou o silêncio que imperava nas suas redes sociais a cerca de um mês e neste sábado (23), através de uma live falou sobre as…