Por pbagora.com.br

Na manhã da última quinta-feira (30), de acordo com denúncia feita por familiares de um paciente internado no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, na cidade de Santa Rita, o senhor Geraldo Gonçalves Cardoso teria sido dado como morto, vítima da Covid-19. O Atestado de Óbito chegou a ser emitido, sendo que, o paciente encontra-se vivo e segue internado. Em nota, a unidade hospitalar confirmou o caso e disse tratar-se de erro humano.

Ainda de acordo com os relatos de amigos, o senhor Cardoso teria dado entrada na unidade hospitalar sentindo fortes dores no peito. No atestado de óbito entregue pelo hospital a causa da morte teria sido Covid-19 (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

O Hospital Metropolitano teria ainda entrado em contato com a família do senhor Geraldo para que fosse feito o reconhecimento do corpo do paciente. O senhor Geraldo Cardoso teria sido encontrado minutos depois, vivo e ainda internado na UTI Covid.

Em nota, o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires esclareceu que “por um
erro humano, houve uma troca de registro de paciente. Isso resultou em informação equivocada de óbito”. E acrescentou ainda que o paciente está vivo, e segue sob os cuidados da equipe da UTI COVID.

Ainda segundo a nota, “a direção lamenta o erro e ratifica sua solidariedade e
total suporte à família”.

Confira nota abaixo:

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mídia nacional destaca que João Azevêdo não foi alvo da Calvário

Os portais O Antagonista e Pragmatismo político, de repercussão nacional, também desmentiram a informação veiculada em outros veículos nacionais de que o governador João Azevêdo (Cidadania) teria sido alvo da…

MPPB recomenda que Município de Catingueira suspenda concurso público

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou ao prefeito do município de Catingueira, Odir Pereira Borges Filho, a suspensão, no prazo de 48 horas, do concurso público regido pelo edital…