O governo da Paraíba, prorrogou por mais noventa dias o prazo de intervenção do Poder Executivo estadual na gerência, operacionalização e oferta de ações e serviços no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, e sua unidade de retaguarda, no Hospital Metropolitano de Santa Rita e no Hospital Geral de Mamanguape.

 

O prazo determinado em fevereiro foi encerrado nesta quinta-feira (25). A prorrogação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). No documento, o governador João Azevedo (PSB), considerou a necessidade de continuação da intervenção para assegurar a manutenção do regular e pleno funcionamento das unidades hospitalares. Permanece, portanto, o que já estava garantido no primeiro decreto publicado.

A intervenção acontece nas questões técnicas, assistenciais, administrativas e financeiras das unidades hospitalares, com o objetivo, de acordo com o decreto, de manter a conformidade dos atos administrativos e o cumprimento das obrigações pactuadas e imprescindíveis à prestação dos serviços públicos de saúde.

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF ainda quer providências da PMJP para solucionar impasse no Porto do Capim

Representantes da comunidade tradicional ribeirinha do Porto do Capim sentaram à mesa com representantes da Prefeitura de João Pessoa para retomarem as negociações sobre a construção do Parque Sanhauá. A…

PM é condenado por atirar em local público durante festa, no Sertão

Um policial militar foi condenado por ato de improbidade administrativa em virtude de ter atirado durante a realização de uma festa em um clube na cidade de Pombal. Além da…