Por pbagora.com.br

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão, publicou, nesta quarta-feira (15), o edital de chamada pública para a contratação de operação de crédito interno no valor de R$ 200 milhões, com ou sem garantia da União, para serem destinados à realização de despesas de capital no triênio 2020 a 2022, com a consequente manutenção da capacidade de pagamento do Estado, bem como seu equilíbrio fiscal para os próximos anos.

As instituições financeiras participantes poderão solicitar esclarecimentos exclusivamente por meio do endereço eletrônico: [email protected]seplag.pb.gov.br. O prazo para o envio das solicitações de esclarecimentos será até o dia 7 de agosto.

De acordo com o secretário da Seplag, Gilmar Martins, esse edital de chamada pública faz parte de um conjunto de ações do Governo, que possibilitarão acelerar a retomada da atividade econômica no estado e, consequentemente, a abertura de novos postos de trabalho. O secretário ressaltou ainda que a Paraíba está entre os cinco estados com menor endividamento do país e possui capacidade de pagamento, atestada pela STN com  a manutenção do Rating B, com boa situação fiscal pelo terceiro ano consecutivo.

“Esse é um processo inovador de contratação de operação de crédito, que possibilitará ao Estado acessar os recursos selecionando a proposta de menor custo. O momento é  oportuno, existe muito capital represado em função dos efeitos da pandemia do covid-19 na economia”, destacou.

O secretário também acrescentou que, em paralelo, o governador João Azevêdo determinou o início do processo de modelagens de negócios para futuras Parcerias Público Privada – PPPs, e o desenvolvimento de ações visando atrair investimentos privados para o estado.

O edital esclarece ainda que a eventual contratação da operação de crédito, para a qual se solicitam propostas, com ou sem garantia da União, apenas será realizada após aprovação pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) juntamente com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), além do cumprimento das demais condições previstas no artigo 32 da Lei Complementar n. 101, de 4 de maio de 2000, bem como a observância de legislação correlata.

Cada uma das instituições financeiras, organismos e entidades de crédito nacionais e estrangeiros, públicos e privados, poderá apresentar duas  propostas: Uma prevendo a Garantia da União; e a outra proposta sem a Garantia da União. A abertura das propostas ocorrerá no dia 14 de agosto, às 16h, na sala de reuniões da Secretaria de Planejamento. A audiência de abertura das propostas será pública, observadas as recomendações vigentes das autoridades públicas de saúde relativas à pandemia da covid-19.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Única cidade sem covid-19 na PB, Ouro Velho aplicou testes sem eficácia, diz MPF

Quatro meses após a chegada da pandemia do novo coronavírus (covid-19) à Paraíba, apenas a cidade de Ouro Velho , no Cariri, ainda não confirmou nenhum caso da doença. No…

Eleições indiretas em Bayeux devem ser realizadas em 10 dias, determina Justiça

Mais uma vez as eleições indiretas na cidade de Bayeux voltam a ter mais um capítulo, mas o desta segunda-feira (03) se encaminha para possivelmente ser o último. É que…