A Paraíba o tempo todo  |

Governo conclui obra de recuperação das barragens Gramame e Mamuaba

Foto: Secom

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente (Seirhma), concluiu a obra de recuperação das barragens Gramame e Mamuaba. Trata-se de um dos principais mananciais da Paraíba, responsável pelo abastecimento de água da Região Metropolitana de João Pessoa, onde foram investidos cerca de R$ 4,5 milhões, com recursos próprios do tesouro estadual. Construídas na década de 80, as barragens não passavam por manutenção completa desde sua construção. Localizadas no município de Alhandra, contam com capacidade de acúmulo máximo de 56 milhões e 937 mil metros cúbicos de água.

Foto: Secom

A obra consistiu na intervenção total das estruturas hidromecânicas, tais como: comportas, pontes rolantes, vigas pescadoras, válvulas dispersoras, além da estrutura física dos maciços, do sistema de drenagem pluvial, nos drenos horizontais, além da recuperação das infiltrações existentes, entre outros, garantindo a segurança quanto à operação das estruturas.

De acordo com o secretário da Seirhma, Deusdete Queiroga, o mais importante dos trabalhos executados foi a restauração na parte hidromecânica das barragens. “Ou seja, a comporta e válvula dispersoras estavam bastante deterioradas e oxidadas pela ação do tempo, o que comprometeria o abastecimento da Capital para os próximos anos, com dificuldades para o acionamento da vazão máxima. Por isso, foi necessária a intervenção do Estado, com a contratação de empresa especializada para recuperação e substituição desses equipamentos”, explicou o secretário.

Foto: Secom

Além disso, segundo o secretário, foram feitos serviços em todo o maciço, onde havia erosões e cobertura vegetal de árvores de grande porte cujas raízes infiltradas comprometiam o corpo da barragem; recuperadas as calhas na parte de drenagem, que foram refeitas e estão em pleno funcionamento. “Foram efetuados também serviços para retirar vazamentos e instalação de aparelhos modernos de monitoramento de pressão: piezômetro, com o objetivo de melhor medir pressões estáticas ou a compressibilidade dos líquidos”, esclareceu.

A obra está inserida no Programa de Recuperação de Barragem, que já contemplou 66 barragens em todas as regiões do Estado, com investimento de aproximadamente R$ 40 milhões. Na Paraíba, 150 barragens são monitoradas pela gestão estadual, por meio da Seirhma e pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa).

 

Secom

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe