Por pbagora.com.br

Em entrevista à imprensa na tarde de ontem (15) o secretário de Segurança e Defesa Social, Gustavo Gominho, admitiu que a atual crise mundial pode dificultar a negociação com os delegados de Polícia Civil da Paraíba.

Gustavo Gominho lembrou que a crise quebrou vários países e que com o Brasil não foi diferente.

“A área financeira já fez um cálculo sobre o impacto nas contas do estado de um reajuste não só para os delegados, como também para os agentes, escrivões, peritos e necrotomistas. Resta saber como vai ficar a curva da arrecadação do estado que vem caindo mês a mês”, disse o secretário.

“O governo não é ingênuo de pensar que aumentando somente o salário dos delegados a questão estará resolvida, pois se aumentar o salário de uma categoria e não aumentar o de outra, cria-se um problema muito maior”, destacou.

Ainda segundo o secretário, é possível que o aumento para os delegados seja dividido de tal forma que ao longo de três anos o valor seja o objetivo almejado pela categoria.

“Temos a promessa do governador José Maranhão de que a Segurança Pública, como é prioridade, será tratada de forma diferenciada, embora a atual crise reflita em “grandes cortes” em algumas secretarias”, afirmou o secretário.

“Os delegados são homens sérios e desde possamos sentar em uma mesa e discutir as planilhas de custos e arrecadação do estado, eles irão se convencer que a retomada da greve é improdutiva”, disse Gominho.

“Se o Estado não puder pagar o que os delegados pedem, eles podem entrar em greve por 10 anos que o aumento não virá”, alfinetou.

Secretaria de Segurança

Ainda durante entrevista Gustavo Gominho admitiu que a atual realidade da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado não é das melhores. Segundo o secretário, o orçamento da SSP não dá para “bancar” a Segurança Pública até o meio do ano.

“Estou bastante prejudicado, pois tenho muitas dívidas do exercício anterior para pagar com o orçamento de 2009”, revelou Gominho.

“A solução para este problema é a suplementação orçamentária para a Secretaria de Segurança, de tal forma que eu tenha a permissão orçamentária para gastar até o mês de dezembro e poder pagar as contas”, esclareceu.

Gustavo Gominho informou que até esta sexta-feira (17) estará entregando à Secretaria de Planejamento o novo orçamento da Secretaria de Segurança Pública para que o governo consiga alterar na Assembléia Legislativa.

Thiago Moraes

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Banhistas devem evitar sete trechos do litoral da PB neste final de semana

Banhistas paraibanos ou visitantes interessados em frequentar o litoral da Paraíba neste final de semana devem evitar sete trechos de praias, segundo a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema).…

Campina Grande disponibiliza 20 leitos para pacientes de Manaus

Prefeito ressalta caráter humanitário da iniciativa e garante vagas nas enfermarias do Complexo Pedro I e do Hospital Universitário O prefeito Bruno Cunha Lima anunciou, na manhã desta sexta-feira, 15,…