O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, voltou a reforçar o seu posicionamento com relação à sua continuidade à frente da Secretaria de Saúde da Paraíba, em detrimento ao uma possível candidatura à PMCG, onde vinha sendo cotado.

O auxiliar do governador João Azevêdo reforçou que ao exercer o cargo público, tem como preceitos o obediência aos princípios éticos e com isso, neste momento crítico pelo qual passa a Saúde do mundo todo diante da pandemia do novo coronavírus, não cogita abandonar o posto que ocupa para disputar as eleições municipais.

Ainda durante entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, nesta quinta-feira (04), Geraldo rechaçou a tese de obter o ‘poder pelo poder’.

“Ao exercermos uma gestão pública temos que obedecer princípios éticos e não ter o poder pelo poder. Por isso resolvemos permanecer na Secretaria de Saúde neste momento crítico em que a saúde do país inteiro está em sinal de alerta e meu trabalho e de todo o corpo técnico da Secretaria de Saúde deveria ser continuado em função dos paraibanos para evitar mortes. Essa é minha decisão”, concluiu.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Energisa inaugura nova sede na cidade Sousa

Este mês, a Energisa entregou a nova sede da empresa na cidade de Sousa, no Sertão do Estado. Beneficiando cerca de 126 mil clientes, o prédio recebeu do Instituto Chico…

Localizado ponto usado pelo tráfico para armazenar armas e drogas

A Polícia Militar localizou uma casa abandonada que era usada pelo tráfico como ponto de apoio para armazenar armas e drogas, na comunidade do Castelinho, que fica na divisa das…