Foto: divulgação / ALPB

Na noite de ontem, segunda-feira (09), durante entrevista ao programa Frente a Frente, da TV Arapuan, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB) repercutiu a decisão da executiva nacional em nomear, sem consulta, o governador João Azevêdo (PSB) como vice-presidente da direção provisória da legenda e tratou como fato o estremecimento no jardim girassol.

Segundo o parlamentar, João e Ricardo, que estiveram unidos em 2018, hoje estão praticamente rompidos. A ausência de confiança mútua foi um dos estopins para a crise.

“Acho difícil. Não tem mais cura, estão praticamente rompidos, mas isso é ruim para a Paraíba e para os paraibanos. Se não há confiança, não há como manter a relação”, disse.

Para o parlamentar, o imbróglio no partido só começou porque Ricardo, em vez de dialogar e pedir para assumir o comando do PSB, preferiu agir.

“Se ele tivesse dialogado, tudo isso teria sido resolvido”, opinou.

Ainda ontem, em carta divulgada à imprensa, João lamentou a forma como se deu a dissolução do partido e avisou que não compactuava com uma mudança de forma abrupta.

 

PB Agora

Total
4
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Manutenção da Cagepa deixa sete bairros de JP sem água neste domingo

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) realiza neste domingo (22) a  limpeza e desinfecção do reservatório R-11, localizado no bairro do Cristo, em João Pessoa. A limpeza…

Polícia apreende mais de 45 kg de drogas no fim de semana na Paraíba

A Polícia Militar evitou que mais de 45 kg de drogas fossem comercializadas nesse fim de semana, com apreensões realizadas nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Santa Rita.…