Por pbagora.com.br

Os Funcionários da Prefeitura Municipal de Sousa reuniram-se com o sindicato da categoria na manhã desta quarta-feira (16) para reivindicar os salários do mês de outubro que estão 16 dias em atraso.

Participaram da discussão: os funcionários do CAPs Tozinho Gadelha e da Policlínica Mirian Gadelha. Eles discutiram o presidente do Sindicato, Rafael, e o Assessor Jurídico, os trâmites legais para uma provável paralização. Se não houver solução será decretado uma greve por falta de pagamentos.

De acordo com o presidente, algumas catgorias não receberam o vencimento do mês de outubro e já foi impetrado na justiça a questão de bloqueio, garantindo o repasse do pagamento do pessoal de outubro como o bloqueio antecipado do mês de novembro, dezembro e décimo terceiro.

Segundo o advogado do sindicato, os funcionários procuraram o sindicato para ter um apoio jurídico em relação a um eventual bloqueio das verbas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de novembro para pagar os salários de outubro, e já pensando em um risco iminente de não pagar o mês de dezembro e o décimo terceiro, já foi dada uma entrada no mandado de segurança.

 

Redação com Reporter PB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeitura de Conde pagou mais de R$ 3mi a um único posto de combustíveis, aponta TCE

O Tribunal de Conta da Paraíba, apontou que a prefeitura de Conde, no Litoral Sul paraibano, pagou mais de R$ 3 milhões com a compra de combustíveis nos últimos quatro…

Covid: PB registra quase mil casos a mais na segunda quinzena de outubro

Com base em informações divulgadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através de boletim epidemiológico da pandemia do novo coronavírus (covid-19), na segunda quinzena de outubro, o número de…