Por pbagora.com.br

 Flash Mo Brega é uma intervenção urbana que através do flashmob, buscou reunir o maior número de pessoas dançando no Terminal de Integração em Campina Grande, ao som da banda Uó, trazendo uma explosão do lado Brega que existe em cada um de nós. O projeto é fruto da disciplina Projeto II, componente curricular do curso de Arte e Mídia da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG, e tem direção de Klériston Vital.

Os Flash Mobs são aglomerações instantâneas de pessoas em um certo lugar para realizar determinada ação inusitada, previamente combinada entre os participantes, e que da mesma forma que teve início súbito, também se dispersa rapidamente. A expressão geralmente se aplica a reuniões organizadas através de e-mails ou redes sociais. No caso do projeto Flash Mo Brega, a mobilização se deu inicialmente através de convite a alunos da Unidade Acadêmica de Arte e Mídia da UFCG, e demais pessoas próximas, que ensaiaram uma coreografia para a intervenção urbana. Posteriormente o convite se estendeu a outras pessoas através de uma evento criado na rede social Facebook, onde também foi compartilhado o vídeo com a coreografia, para os interessados em participar.

O Flash Mob aconteceu as 17hs do dia 12 de setembro, no Terminal de Integração. As pessoas envolvidas na ação chegaram aos poucos no local, e estavam com o figurino no estilo Brega, aguardando o início da música, quando então se deu a execução da coreografia.

A ideia do projeto é quebrar a rotina do espaço público, com uma ação inesperada e que trouxesse a tona a música e estilo intitulados de Brega, colocando como foco um gênero popular que se encontra em ascensão na atualidade, o tecno-brega.

Segundo o diretor do projeto, Klériston Vital, “Esta ideia surgiu de uma inquietação pessoal de por que o brega ou tecnobrega, e suas subdivisões, por vezes são vistos com maus olhos, quando na verdade é um ritmo nosso, brasileiro e formado por muitos outros ritmos. A banda Uó é uma referência neste gênero, pois traz o brega em uma leitura atual de forma irreverente, inovadora e com letras divertidíssimas. Por que deixar esse ritmo restrito a pequenos grupos? Afinal, no brega dançamos como queremos, nos vestimos como queremos e podemos falar de tudo. Ao que parece ser brega, por vezes, é ser nos mesmos”.

Além de Klériston Vital como diretor geral, a equipe do projeto conta com Gisele Dutra como coreógrafa, Juca Gonzaga como desenhista de som, e uma equipe de arte formada por Rafella Gaião, Renata Pereira Alves, Sintique Oliveira e Henny Gomes. A produção é de Gesika Ramos, e assessoria de imprensa de Samantha Pimentel. Uma equipe de filmagem e fotografia também fez o registro audiovisual do projeto, que você confere no abaixo:

 



Livre Pauta

Notícias relacionadas

Ruy Dantas é reeleito presidente da Abap-PB

A Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) manteve os membros da diretoria nacional e da regional da Paraíba em eleição realizada no último dia 31 de março. A posse…

CG: Sine Municipal oferece 58 novas vagas de empregos

A Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio do SINE Municipal, está oferecendo novas vagas de emprego nesta sexta-feira, 16 de abril. Os interessados devem procurar o órgão por telefone,…