A Paraíba o tempo todo  |

Festa do Bode Rei atrai grande público de turistas

Festa do Bode Rei, em Cabaceiras, atrai grande público de turistas

A cidade de Cabaceiras, no Cariri da Paraíba, é conhecida no Brasil por ser considerada a cidade mais seca do país e pelo seu cenário para produção de filmes temáticos. Mas há algum tempo a cidade tem uma festa que já tomou grandes proporções e está chamando a atenção de turistas de todo canto. A 14ª edição da festa do Bode Rei acontece este fim de semana em Cabaceiras e deve atrair cerca de 50 mil visitantes.

O Bode Rei é na realidade um festival de caprinos e ovinos, que foi realizado incialmente para impulsionar os negócios da área na região e acabou se tornando uma grande festa, com muitas atrações para quem visita a ‘roliúde nordestina’, como é conhecida a cidade. A programação começou na sexta-feira, 8 de junho e terminou neste domingo (10).

Tudo na cidade gira em torno do bode. Existe uma programação toda especial para o festival e atividades que sempre envolvem o bode. O mais curioso são as competições nada convencionais realizadas durante a festa, como corrida de bode, futebol em que a bola é o bode e o tradicional pega bode, em que os competidores perseguem o animal na caatinga do Cariri.

Outras atrações chamam a atenção de quem passa pelo local. Já que o foco do festival e da economia da cidade é o bode, todos os anos um animal da região é eleito rei, o que justifica o nome da festa. “Hoje ele é a celebridade, a estrela e todos os olhos se voltam para ele”, disse o operador de Marketing Fernando Leão, ao ver o bode rei de 2012.

O bode eleito a majestade deste ano é o Tartaruga (foto), que pertence ao agricultor Adeilton Araújo. “Ele tem tratamento diferenciado, milho de primeira qualidade e súditos de prontidão”, brincou o contente dono do rei. Há ainda o concurso da maior cabra leiteira e até um desfile real pela cidade. Brincadeiras bem inusitadas que encantam quem vem de fora.

Durante os três dias, produtores da caprinovinocultura e turismo, técnicos, empresários e público expõem seus animais e produtos, fazem negócios e participam de cursos. José Nilo Pereira é produtor e até o sábado (9) já tinha comercializado 17 animais. “É uma maravilha para nós produtores e para quem vem curtir a festa. Cabaceiras está de parabéns pelo evento”, disse.

E se tudo é voltado para o bode, a comida regional também tem como base a carne bodística, com a tradicional buchada, ou os pratos mais inusitados, tapioca e até pizza de bode. O licor feito com leite de cabra também é bem apreciado. “Já comi três tipos de bode hoje aqui, o guisado, o assado e o bode na telha. É bom demais”, garantiu o comerciante Marcos Valério.

Ainda tem o artesanato para o turista levar uma lembrancinha e para os moradores ganharem uma renda extra com o trabalho. Tem até chapéu de bode, mas o vendedor afirma que ninguém quer colocar o chapéu por conta dos chifres. “O pessoal não entende que é uma homenagem à majestade e pensa logo que vai ser chamado de corno”, brincou o artesão que produz os chapéus, Evandro Sousa.

O lazer é o ponto alto do festival, com forró pé-de-serra, shows de bandas regionais e apresentação de grupos folclóricos. São cinco ambientes diferentes que tomam todo o centro histórico da cidade para a festa. A estrutura conta com palcos, camarotes, arquibancadas e 66 barracas e várias caixas de som espalhadas pelos postes tocando forró o tempo inteiro e relembrando as rádios comunitárias dos antigos vilarejos. As ruas ganham um ar cenográfico de vilas para receber os visitantes e justificam o nome de roliúde nordestina.

A organização estima que 50 mil pessoas visitaram a cidade durante os três dias da festa do Bode Rei. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) a cidade tem pouco mais de 5 mil habitantes, apenas. Cabaceiras fica a 183 km da capital da Paraíba, João Pessoa, e o acesso à cidade é através da rodovia estadual PB-148.

Novidade

Esta edição tem pela primeira vez a cerimônia do casamento real entre o Bode Rei e a plebeia Cabrinha Leite. É uma apresentação diferente para 2000 pessoas. Sai um cortejo como se fosse um desfile real pela cidade, com banda filarmônica, charretes e cavaleiros. Além disso, a festa conta com o concurso da maior cabra leiteira e a gincana do bode.


De Olho no Cariri

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe