A ida do deputado estadual Júnior Araújo para assumir uma pasta no Governo da Paraíba quebrou um acordo que havia sido firmado dentro do G11, na Assembleia Legislativa da Paraíba, que determinava que nenhum de seus membros assumiria missões no executivo. A revelação foi feita nesta terça-feira (11), pelo novo líder do bloco, Felipe Leitão (DEM).

“Eu não quero fazer julgamento de ninguém. Ele responde pelos seus atos, suas decisões, eu as respeito, mas o nosso grupo havia fechado questão, em outrora, de que nenhum deputado assumiria secretaria. Esse ‘time’ já tinha sido passado”, lembrou.

Apesar da mudança de estratégia do deputado, Leitão esclareceu que não era contra a indicação, todavia lamentou o fato de ninguém do bloco ter sido consultado.

“Não é que sejamos contra a indicação. Mas o grupo não participou dessa indicação, desse processo. Ou seja, o grupo ficou fora dessa discussão para que um de seus membros assumisse uma secretaria no Governo João Azevêdo. O grupo em nenhum momento foi consultado”, desabafou.

Leitão ainda confirmou que o G11 faz parte do Governo João e se mantém na base que dá sustentação à gestão estadual.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Buscas por máscaras e álcool em gel cresce nas farmácias de João Pessoa

Logo após o anúncio de que um italiano, morador de João Pessoa, está internado no Clementino Fraga suspeito de estar com coronavírus, a procura por produtos como álcool em gel…

Análise: Feliz Ano Novo. Finalmente, o ano eleitoral e produtivo está começando

Na prática, o novo ano brasileiro só começa mesmo depois do carnaval. A partir da segunda quinzena de dezembro o País já começa a mergulhar numa festança quase sem fim.…