Por pbagora.com.br

Famílias de Rio Tinto reivindicam moradia

Cerca de quarenta famílias do município de Rio Tinto acompanharam nesta terça-feira(13/07) a sessão ordinária da Assembleia Legislativa. Elas portavam faixas e cartazes reivindicando moradias. A deputada estadual Nadja Palitot (PSC), da tribuna, pediu que o presidente da ALPB, deputado Ricardo Marcelo (PSDB), acompanhe as negociações dessas famílias com o Ministério Público Estadual.

Ricardo Marcelo informou à deputada estadual que está atendo às reivindicações e que deve comparecer a audiência com o Ministério Público, que ainda será agendada. “O Poder Legislativo é representante do povo e acompanhará todos os debates dos seus interesses. Mesmo que não posso participar pessoalmente desse encontro, certamente a Mesa Diretora se fará representar”, frisou

As mais de quarenta famílias participaram, nesta terça, de uma audiência pública na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para debater problemas de moradia na cidade. A audiência foi requerida pela deputada estadual Nadja Palitot e aconteceu a partir das 9 horas.

Conforme destacou Nadja Palitot, existem aproximadamente duas mil pessoas que se instalaram há mais de quatro décadas em casas doadas pelos proprietários do grupo Lundgren, por trabalharem na empresa. Hoje estão sendo ameaçadas de serem retiradas das suas residências, após falência da fábrica.

A deputada com o apoio da Associação dos Moradores de Rio Tinto está intermediando negociações com os proprietários e as autoridades competentes para que seja assegurado o direito a moradia dos prejudicados.

“Esses trabalhadores e suas famílias não podem ficar na rua. Eles conquistaram os seus lares com muito trabalho”, frisou Nadja informando que o problema é de interesse público, visto que a moradia é um direito constitucional.

Na última sexta-feira (09), a parlamentar que também é advogada protocolou uma representação no Ministério Público da Paraíba ( MPPB) solicitando a participação do órgão na negociação. O documento foi entregue ao Procurador Geral de Justiça Oswaldo Trigueiro.

Justificando a audiência pública, a deputada Nadja comentou que o principal objetivo será o de construir alternativas e denunciar o caso da especulação imobiliária que há anos vem sendo desenvolvida pela família Lundgren em Rio Tinto.

 

 

 Fonte: Assessoria

Notícias relacionadas

Preço do gás de cozinha chega a R$ 90 em Campina Grande

O preço médio do botijão de gás de cozinha é de R$ 87,00 em Campina Grande, ou seja, 3,57% mais caro do que o registrado no mês de março (R$…

ALPB e UFPB lamentam morte de ex-secretário de Recursos Hídricos Marilo Costa

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, em nome de todos parlamentares e servidores da Casa de Epitácio Pessoa, vem a público lamentar o falecimento do engenheiro…