Um ex-superintende da Polícia Civil de João Pessoa revelou nesta quinta-feira (6) que foi pressionado a retirar o delegado Lucas Sá de Oliveira do comando da Delegação de Defraudações e Falsificações da capital. Em entrevista a TV Paraíba ele contou que teria aconteceu porque Lucas estava à frente da Operação Cartola, que investigou fraudes no futebol paraibano e o envolvimento de agentes políticos no esquema.

A denúncia foi feita por Marcos Paulo Vilella.

“Toda a sociedade sabe o que aconteceu. Não só ele foi exonerado como eu também. Até porque em vários momentos me pediram para tirar e eu disse que não tiraria o delegado”, revelou.

“Ele estava fazendo seu trabalho de maneira correta com toda sua equipe e (disse) que para tirá-lo, teria que me tirar também. E foi isso o que aconteceu”, acrescentou.

O outro lado. Em nota, a Delegacia Geral da Polícia Civil da Paraíba informou que desconhece o fato narrado pelo delegado Marcos Paulo Vilella.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Apostas de Rio Branco e Fortaleza acertam as seis dezenas e faturam cada uma R$ 105,8 milhões

Uma aposta de Rio Branco (AC) e outra de Fortaleza (CE) acertaram as seis dezenas do concurso 2.237 da Mega-Sena. Elas receberão, cada uma, R$ 105.826.358,87. O sorteio ocorreu nesta…

Resultado final da Prova de Títulos do concurso da Fundac é divulgado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Administração, publicou no Diário Oficial desta sexta-feira (28), as respostas aos recursos e resultado final da Prova de Títulos…