A ex-primeira dama Pâmela Bório, que mantinha a guarda compartilhada do filho Henri, com o ex-governador Ricardo Coutinho, preso nessa quinta-feira (19) no âmbito da Operação Calvário, conseguiu a guarda provisória do menino.

O pedido foi acatado pela juíza Érica Virgínia da Silva Pontes.

No momento em que o mandado de prisão de RC foi anunciado e as notícias davam conta de que ele não estava no país, a jornalista iniciou nas redes sociais uma campanha para localizar Henri, que foi encontrado com uma tia, irmã de Ricardo.

A briga pela guarda do menor dura muitos anos e é alvo de inúmeras postagens de Pâmela nas redes sociais.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

UEPB institui auxílio emergencial e garante pagamento de bolsas de assistência estudantil

A Administração Central da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) instituiu, por meio da Portaria UEPB/GR/0020/2020, um auxílio financeiro emergencial, a título extraordinário, de parcela única, para os alunos assistidos pelo…

João vê com perplexidade ato contra isolamento neste sábado na PB

O governador da Paraíba, João Azevêdo, usou seu perfil numa rede social nesta sexta-feira (27), para demonstrar sua perplexidade diante da possibilidade da realização de manifestação, em João Pessoa, contra…