A credibilidade do judiciário no combate à corrupção não foi abalado diante dos desdobramentos do vazamento de mensagens trocadas entre o ex-juiz federal Sérgio Moro com o procurador da República, Deltan Dallagnol orientando as investigações da operação Lava Jato em Curitiba por meio do aplicativo Telegram. A análise do presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Márcio Murilo.

Segundo ele, a situação da Lava é específica e em nada abala as demais operações em curso no país. “Não se pode generalizar uma situação que teria tido em um processo com os outros. Essa nova visão do judiciário mais proativo de combate a corrupção é sempre salutar”, ressaltou. 

A troca de mensagens tidas como ‘colaboração’ do juiz, que é a parte que julga, junto ao Ministério Público, que é a parte que denuncia, vieram à tona nesse final de semana em reportagem publicada pelo porta Intercept Brasil.

 

 

PB Agora

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cafuçu arrasta multidões em último dia de folia de rua, na Capital

As prévias carnavalescas da Capital terminaram em grande estilo com o desfile do bloco Cafuçu, que percorreu vários pontos do Centro Histórico e reuniu milhares de foliões, na noite desta…

Programação do Folia de Rua deste sábado conta com mais três blocos

Mais três blocos desfilam no Folia de Rua neste sábado (22) pelos bairros da cidade. Entre eles estão: Bom D+, Vaca Morta e Boi do Bessa. Os desfiles dos blocos…