As atenções do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), estão 100% voltadas para o evento deste domingo (1º), o SOS Transposição, e, por conta disso a briga interna no PSB ficou em segundo plano. O socialista avisou que vai deixar nas mãos da executiva nacional a missão de encontrar uma solução para o impasse no Estado.

Coutinho ressaltou que agora que voltou a ficar sem mandato, vai voltar a assumir o papel que ele sempre exerceu, o de militante e por isso vai aguardar as determinações da direção nacional sobre o impasse partidário.

“As pessoas me perguntavam – que é que você vai ser depois que deixar o governo? E eu respondo: um militante, que é coisa que eu sempre fui. Eu acredito nisso, eu acredito no engajamento das pessoas, da comunidade e voltei a ser isso. O que ser dentro do partido realmente eu não sei. Eu vou aguardar que o presidente nacional possa definir essa situação, mas enquanto não define eu estou aqui profundamente engajado no SOS Transposição”, ressaltou.

Atualmente a sigla está sem presidente no Estado após a determinação da executiva nacional para dissolver o diretório estadual.

 

PB Agora

Total
2
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

GKay se pronuncia sobre morte de empresário após a sua festa

A atriz e influencer paraibana Gessica Kayane se pronunciou sobre a morte do empresário Evandy Melo, que morreu após sair da sua festa,a Farofa da GKay, perder o controle do…

Galdino justifica saída de prefeitos do PSB: “Companheiros se sentem incomodados”

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) evitou polemizar, durante entrevista nesta sexta-feira (06), a debandada de prefeitos do PSB em meio ao racha no partido, mas justificou como…