O ex-presidente do Brasil e hoje senador Fernando Collor (Pros-AL) mandou um recado para o atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro. “Experiência não se transfere; se transmite. Eu já vi esse filme e não foi bom”, alertou Collor, referindo-se ao impeachment que foi alvo em 1992.

Assim como Bolsonaro, o ex-presidente foi eleito com o discurso de combate à corrupção. Na época ele se fez conhecer “caçador de marajás”. Collor, quando eleito tinha um grande apoio popular e puxava para si o título de patriota, chegando, assim como Bolsonaro, a conclamar manifestações de populares vestindo verde e amarelo para defenderem seu governo.

Quando presidente, em seu terceiro ano de mandato, Fernando Collor foi alvo de denúncias de corrupção que culminaram com seu processo de impeachment. Somente 22 anos após o impedimento, Collor foi inocentado do último processo pendente que estava no Supremo Tribunal Federal (STF).

Congresso em Foco

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PEC de Santiago sobre unificação de eleições é destaque na mídia

A Proposta de Emenda à Constituição de autoria do deputado Federal Wilson Santiago que propõe prorrogação das eleições, unificação dos mandatos em cinco anos e fim da reeleição foi destaque…

Covid-19: Cabedelo é a 3º cidade da PB em nº de contaminados

O município de Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa, na última semana passou a ser a terceira cidade com o maior número de infectados pelo novo coronavírus na Paraíba.…