A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Em ofício, médico expulso de cooperativa por envolvimento no ‘escândalo dos anestesistas’ admite que deixou plantão no HU e foi para outro hospital

Após tomar conhecimento de uma denúncia de que o médico anestesiologista Rodrigo Vital, um dos expulsos da Cooperativa dos Anestesiologistas da Paraíba (Coopanest-PB) no suposto esquema do cartel dos anestesistas na Paraíba, teria abandonado um plantão no Hospital Universitário Lauro Wanderley (UFPB), onde é concursado, o diretor da instituição, Marcelo Ticiane, cobrou explicações do profissional que, em ofício, ao qual a reportagem teve acesso, admitiu que deixou o plantão.

De acordo com a denúncia, o médico teria deixado o seu plantão para participar de cirurgia Hospital HNSN/Rededor, que é citado como uma das participantes e facilitadores do suposto esquema.

No documento no qual tenta se defender, Rodrigo admite que deixou um plantão que teria a fazer no Hospital Universitário às 9h30 do dia 21 de março deste ano, porém, nega que tenha sido um “abandono”, como denunciado. Ele disse que solicitou permuta de quatro horas com um colega e que iria restituir posteriormente. Além disso, ele sustenta que informou o ato à Chefia Direta dele na instituição hospitalar. No entanto, ele não nega que tenha ido para o HNSN realizar outro procedimento e nem informa por qual razão pediu a permuta, apesar de o cerne da denúncia e do questionamento que lhe foi feito pelo diretor inclui a parte de ter ido para outro hospital.

Ocorre que fontes ligadas ao hospital rechaçam que tenha havido a comunicação prévia e que no dia houve uma correria pelo hospital na tentativa de se localizar o médico denunciado. Além disso, essas fontes, que não quiseram se identificar, negam que seja possível realizar a troca de um plantão médico, já que a equipe de uma cirurgia precisa de um período para estudo de cada caso e são apresentadas ao paciente, portanto, não podendo ser alteradas.

Confira o ofício clicando aqui

 

do poderpb.com.br

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe