Por pbagora.com.br

O partido dos Trabalhadores (PT) da Paraíba emitiu nota nesta quinta-feira (30) onde afirma lamentar qualquer porposta de flexibilização e reabertura de atividades não essenciais em todo o estado.

Ainda de acordo com a nota, o partido declara entender que os esforços dos governos, devem-se única e exclusivamente priorizar a classe trabalhadora e os mais pobres do país, em total sintonia com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias do Brasil.

Confira na íntegra:

Nota

O Partido dos Trabalhadores da Paraíba (PT/PB), lamenta qualquer proposta de “flexibilização” e a possível  reabertura do comércio e outras atividades não essenciais, que partam de gestores e ou empresários de nosso estado. O PT/PB acredita que qualquer decisão nesse sentido é precipitada e não acompanha recomendações de especialistas que indicam o isolamento social como uma das principais formas de conter a disseminação do novo coronavirus (covid-19).

Apesar de estudos que sugerem uma alta subnotificação no Brasil, o país já ultrapassou a China, primeiro epicentro da doença, em número de mortos, totalizando 5.017, além de 71.886 casos confirmados, segundo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde (MS) da última terça-feira (28).

Na Paraíba, são 700 casos confirmados e 58 mortes, de acordo com boletim informativo oficial divulgado no último dia 28. Segundo o documento, estamos chegando ao pico de contágio da Covid-19, situação que só recuaria no final do mês de maio. Além disso, mais de 50% dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Estado já estão ocupadas; só na capital, João Pessoa, a taxa de ocupação em UTI’s é de 58%.

Os números reforçam o posicionamento do PT da Paraíba, contrário à flexibilização do isolamento social e o consequente retorno do comércio e serviços já na próxima semana, como querem muitos empresários que só pensam no lucro e esquecem do mais importante: a vida das pessoas.

Continuaremos a denunciar as cenas que vimos de empresários forçando seus empregados a realizarem atos em frente às lojas da cidade de Campina Grande, num evento de total desrespeito aos decretos já editados no estado. O MPPB deve investigar os verdadeiros motivos daqueles atos e sugerir punição aos seus responsáveis.

Manifestamos total solidariedade aos trabalhadores e às trabalhadoras afetados e afetadas e esperamos que as medidas de reabertura sejam suspensas para o bem deles de todo o povo paraibano. Afirmamos que nesse período de recuo da economia e possível desemprego, o Estado deve se fazer presente de maneira forte, cumprindo seu papel de levar assistência a quem mais precisa.

O Governo Federal deve, imediatamente, deixar a agenda das crises politicas e sugerir politicas publicas que amparem os trabalhadores e trabalhadoras, que garantam o emprego e a comida na mesa dos mais pobres, debatendo a renda mínima e a taxação das grandes fortunas, através de uma reforma tributária justa.

Lembramos ainda que parte significativa das medidas tomadas até agora, como o auxilio emergencial de 600 reais, foram sugestões da bancada do PT e do bloco de oposição no congresso nacional, já que o governo Bolsonaro havia sugerido o auxilio de apenas 200 reais.

Também entendemos como importante a desburocratização da concessão do auxilio emergencial. Vários brasileiros e brasileiras não estão tendo acesso ao beneficio, devido a enorme carga burocrática e a lentidão do retorno do serviço oferecido pelo Governo Federal

O PT exerce suas politicas de modo muito especial através de nossa bancada de governadores nordestinos. Recentemente, em parceria comercial com o governo chinês, adquirimos via Consorcio Nordeste Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e respiradores que serão fundamentais para atender a nova demanda. Ao tempo que repudiamos o governo Bolsonaro que tentou impedir através da Receita Federal a chegada desses equipamentos no país e ainda, atrasa a entrega de medicamentos, suplementos e equipamentos para a nossa região em notório caso de perseguição politica.

Por fim, neste período de pandemia, o PT da Paraíba, entende que os esforços dos governos, devem-se única e exclusivamente priorizar a classe trabalhadora e os mais pobres de nosso país. E no enfrentamento ao coronavirus (covid-19), devemos estar em total sintonia com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias do brasil. Devemos ficar em casa!

João Pessoa, 29 de abril de 2020.
EXECUTIVA ESTADUAL DO PT PB

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Motorista perde controle de veículo e quase invade borracharia, em JP

No final da manhã desta segunda-feira (28), um motorista perdeu o controle do carro que pilotava e quase causa uma tragédia invadindo uma borracharia no bairro do José Américo, em…

Raoni denuncia baixa qualidade da merenda escolar em JP: “Não servem nem para porcos”

Candidato à prefeitura de João Pessoa, o ex-deputado Raoni Mendes, do Democratas, denunciou o baixa qualidade da merenda escolar distribuída atualmente pela prefeitura de João Pessoa e ressaltou que o…