Por pbagora.com.br

Em nota encaminhada à imprensa nesta quinta-feira (7) o deputado estadual Nabor Wanderley (Republicanos) atestou sua inocência no âmbito da denúncia que envolve o seu nome e da ex-prefeita do município de Patos Chica Motta, no desvio de recursos públicos federais em favor da empresa Gondim & Rego, investigada pela Operação Andaime.

No texto, a defesa do parlamentar afirma que tanto ele quanto a ex-prefeita foram absolvidos, e as ações arquivadas e julgadas improcedentes.

Veja a nota:

A assessoria jurídica do deputado estadual Nabor Wanderley e da ex-prefeita de Patos, Francisca Motta, através do advogado Joanilson Guedes, esclarece as denúncias feitas pelo Ministério Público Federal contra o parlamentar e divulgadas na imprensa com o título “MPF denuncia deputado Nabor Wanderley e mais três pessoas por desvio de recursos públicos”, esclarece que:

Apensar da notícia que supostamente houve irregularidades na obra da Funasa na construção e melhorias habitacionais, a assessoria jurídica possui documentos em mãos da própria Funasa que atestam a execução da obra.

Temos também o relatório da auditoria promovido pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), na qual se atesta a regularidade da obra, inclusive esse relatório foi produzido no período de execução da obra e não se identificou nenhuma irregularidade na mesma.

Assim como em outros casos, tanto a ex-prefeita Francisca Motta quanto o ex-prefeito e atual deputado estadual Nabor Wanderley foram absolvidos e as ações arquivadas e julgadas improcedentes, acreditamos em mais uma vitória nesse caso.

A assessoria jurídica está encaminhando as informações ao Ministério Público e as autoridades para que tudo seja esclarecido e resolvido.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraíba registra aumento no número de MEIs em 2020 durante pandemia

Com a pandemia e, consequentemente, a crise econômica que ocasionou perdas de emprego  e reduções de salários, o número de microempreendedores individuais (MEIs) cresceu na Paraíba. Enquanto que em 2019…

Sal marinho será exportado pela primeira vez pelo Porto de Cabedelo

A Companhia Docas da Paraíba vai exportar sal marinho pela primeira vez. O material veio do Rio Grande do Norte e será exportado pelo Porto de Cabedelo no mês de…