Por pbagora.com.br

Possibilidade existe, mas não haverá aceitação automática, avisa presidente

O presidente do Partido Social Cristão (PSC) na Paraíba, ex-senador Marcondes Gadelha, disse em entrevista na tarde de hoje que a sigla poderá acompanhar o nome da situação na disputa pela prefeitura de João Pessoa no pleito de outubro próximo, mas Gadelha deixou claro que não haverá aceitação automática.

Lembrando que o PSC compõe a base de sustentação do Governo Municipal em João Pessoa desde o início do primeiro mandato de Luciano Cartaxo, Marcondes ponderou que a legenda Social Cristã “se reserva o direito de analisar criteriosamente os nomes indicados. A indicação tem que ser fruto de uma ampla consulta às legendas que formam a base aliada”.

Com uma cadeira na Câmara Municipal e à frente de uma Secretaria na gestão, “nosso partido tem defendido o modelo de governar, damos apoio na Câmara e reconhecemos os avanços e melhorias na Capital. Temos, desde o início, uma convivência harmoniosa, fazemos parte de uma base ampla e muito bem construída e, também por isso, entendemos que o nome, seja ele qual for, precisa passar pelo crivo da base”, finalizou Marcondes Gadelha.


Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça atende pedido do MPPB e suspende concurso de Mari

A 2ª Vara Mista de Sapé deferiu, nesta sexta-feira (4/12) a tutela de urgência requerida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e determinou a suspensão do concurso público destinado ao…

Após abdicarem da disputa pelo Governo em 2018, Cartaxo e Romero se colocam à disposição para o pleito de 2022

Nas eleições de 2018, apesar de cotados, nem o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) nem o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), arriscaram renunciar seus mandatos para…