Por pbagora.com.br

Os efeitos da greve dos caminhoneiros começaram a ter desdobramentos trágicos na Paraíba, registrando a morte de uma mulher, na cidade de Patos, Sertão do Estado, por falta de atendimento do Samu. A vítima foi identificada como sendo a aposentada Maria Cândido, de 87 anos.

Segundo a família, a idosa começou a passar mal, na última sexta-feira (25), pela manhã, e o Samu foi acionado. Mas, do outro lado da linha veio a negativa.

Os profissionais informaram que estava sendo realizada uma triagem para atender apenas os casos de emergência. A idosa então apresentou piora e teve que ser socorrida às pressas pelo carro da família para o Hospital Regional de Patos.

Chegando lá, já debilitada por conta no atraso do atendimento, ela não resistiu e morreu.

O Coordenador do Samu de Patos, Wendel Palmeira, informou que a negativa para o atendimento ocorreu porque os sintomas narrados pela família não eram cabíveis para o envio da ambulância naquele momento de instabilidade no abastecimento dos veículos.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Escolas da rede privada de Cabedelo estão liberadas para retomar aulas presenciais no Ensino Médio

Novo decreto libera também a realização de eventos com 30% da capacidade do local e amplia horário de funcionamento de bares e restaurante Em decreto publicado nesta terça-feira (04), a…

Covid: Paraíba confirma 999 novos casos e 21 mortes nas últimas 24h

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta quarta-feira (05), 999 casos de Covid-19. Entre os confirmados hoje, 81 (8,1%) são casos de pacientes hospitalizados e 918 (91,89%) são…