Com o aumento do número de casos de coronavírus no Brasil, medidas de prevenção foram tomadas e isso gerou a redução de circulação e aglomeração de pessoas, o que já vem impactando diretamente a economia, principalmente, os pequenos empreendedores. O presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB), orienta a população a consumir dos pequenos negócios para manter a economia girando. Ele pede também que as pessoas utilizem redes sociais para divulgar os produtos e serviços desses empreendedores com a hastag #ApoiePequenosNegócios.

Na Paraíba, inúmeros eventos e feiras foram cancelados para evitar a aglomeração de pessoas e a circulação de consumidores no comércio também diminuiu. “Neste momento precisamos unir forças para combater a doença sem deixar que a nossa economia sofra tão drasticamente. Precisamos manter o apoio aos pequenos empreendedores, comprando em mercearias, lojas do próprio bairro e pequenos negócios que vendem produtos on-line também”, explicou o parlamentar.

Os profissionais autônomos, produtores e donos de pequenos comércios já sentem o impacto com a queda de vendas. É o que afirma a empreendedora Manayra Barreto, idealizadora da marca Shower que desenvolve produtos veganos. Apesar de disponibilizar vendas online, ela também expõe o produto em feiras e revende para lojas. “Como trabalho de forma virtual ainda não senti tanto o impacto direto, mas percebi que, nos estabelecimentos que tenho parceria, as vendas diminuíram sim e o movimento nos ambientes de comércio está bem menor”, explicou.

Erica Araújo é confeiteira e já sentiu o impacto do coronavírus no número de vendas. “Vários clientes já desmarcaram os pedidos, alguns adiaram e outros só cancelaram”, disse. Ela teme a queda de produção porque sobrevive do pequeno negócio e tem um filho de um ano e seis meses.

Apesar da queda de vendas, a confeiteira está se organizando e criando alguns hábitos que ainda não tinha, para manter o negócio. “Estou me preparando para fazer algumas coisas diferentes neste final de semana, inovando o cardápio e também comecei a fazer entregas, se assim o cliente preferir”, disse.

Redes sociais – Nas redes sociais, surgiu um movimento falando das dificuldades que os donos de pequenos negócios estão enfrentando, pois maioria depende daquelas vendas para sobreviver. Eduardo pede que as pessoas também divulguem nas suas redes e para amigos os pequenos negócios e orienta que os empreendedores criem canais on-line de atendimento e venda, além de entrega.

“Não vai ser fácil enfrentar o covid-19, mas precisamos unir forças e sempre pensar no outro, praticando a empatia. Vamos ajudar também os artistas que com tantas feiras e eventos cancelados ficam sem opção para vender seus produtos, lembrando que a compra on-line é recomendada e não traz riscos”, disse Eduardo.

Dados – Segundo dados do Sebrae, micro e pequenas empresas (MPE) respondem por 99% dos negócios brasileiros e geram mais empregos no Brasil (Responderam por mais de 730 mil vagas de trabalho ano passado). Os pequenos negócios geraram 12 milhões postos de trabalho nos últimos anos, respondendo por todo o saldo positivo de empregos no país.

Capital de Giro – Esta semana, Eduardo encaminhou ofício às Secretarias de Finanças e Receitas e aos programas Empreender Paraíba e Banco Cidadão (João Pessoa) sugerindo ações e solicitando adoção de medidas emergências para auxiliar os empreendedores a enfrentar a crise econômica gerada pelo novo coronavírus.  Entre as medidas, o fornecimento crédito especial para capital de giro.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cajazeiras registra maior índice de chuvas da Paraíba em 2020

A cidade de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, foi o município paraibano onde mais choveu em 2020, com o registro de 1.216 milímetros, segundo levantamento da Agência Executiva de Gestão…

Mais de 25 mil famílias não pagarão conta de água à Cagepa até junho

Os usuários da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Carepa) que estão inseridos na categoria Tarifa Social terão a cobrança de suas faturas suspensas. A medida foi anunciada nesta…