A Paraíba o tempo todo  |

Documentário aborda combate ao álcool e fumo na PB

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A “Campanha de erradicação da violência contra a criança e o adolescente causada pelo uso abusivo do álcool” será tema de um documentário produzido pela TV Justiça, em parceria com a TV Cultura, dentro da série “Brasil.jus”. O filme de 12 minutos será exibido em dezembro e terá qualidade digital de cinema. Na manhã desta sexta-feira (27), uma equipe da Coordenadoria de Comunicação Social do Tribunal de Justiça da Paraíba, foi até o município de Lucena, cerca de 60 quilômetros de João Pessoa, para acompanhar as últimas filmagens do documentário.

Segundo a repórter da TV Justiça, Polyana Resende, a campanha foi escolhida por se destacar nacionalmente, em meio a tantos outros projetos no País. “Vamos mostrar como o juiz de direito pode ajudar, efetivamente, a sociedade quando ele decide expandir suas atividades além do seu gabinete. Foi o que conseguimos encontrar em Lucena.”

As tomadas do documentário foram feitas na sede da Associação de Apoio ao Trabalho Cultural, Histórico e Ambiental (Apoitchá). Essa Organização não Governamental (ONG) é formada por jovens profissionais da Educação, Comunicação, Psicologia e Artes e já ganhou vários prêmios, entre eles, no Criança Esperança e no Banco Itaú/Unicef. Atualmente, 1.647 mil crianças são atendidas pela Apoitchá. Elas moram em uma casa mantida pela Associação e boa parte são filhos de pais alcoólicos

A campanha será lançada no início do próximo mês, em toda região metropolitana de João Pessoa e Campina Grande. No primeiro momento, seus coordenadores querem beneficiar mais de 10 mil pessoas. Além da campanha contra o consumo do álcool pelo público jovem, as TVs Justiça e Cultura também vão documentar, no próximo ano, o projeto da Rádio Esperança de Guarabira, voltado para a recuperação de presos. “Em cada Estado brasileiro, foram escolhidos dois projetos que beneficiem de forma direta a sociedade”, revelou Polyana

Para a juíza da Infância e Juventude da comarca de Lucena, Graziela Gadelha, uma das entrevistadas pela TV Justiça, disse “que o Tribunal de Justiça tem se revelado um grande parceiro nessa luta de conter o uso excessivo do álcool. Na minha comarca, 90% das crianças e adolescentes encaminhadas pelo Juizado e Ministério Público, afirmaram que são vítimas de familiares alcoólicos”, revelou a magistrada. Além da juíza, também foram entrevistados professores, educadores, mães, profissionais da Associação e algumas crianças e adolescentes beneficiados.

A coordenadora-geral da Apoitchá, Andréia Carrer, disse que a campanha é para mobilizar a sociedade civil e o poder público na construção de políticas voltadas ao enfrentamento do uso abusivo de álcool. “Para isso temos que levar informação às crianças e adolescentes, a respeito dos perigos do consumo excessivo de álcool. Também vamos construir uma base de dados para localizar todos os casos que envolvam violência e álcool”, adiantou Carrer, que também é a coordenadora da campanha.

Coordenadoria de Comunicação Social do TJPB

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe