Por pbagora.com.br

Ao comentar as declarações de Ciro Gomes (PDT) contra o ex-presidente Lula, o ex-presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, disse que Ciro Gomes busca polarizar com Lula e esquece de atacar a fraude política de Bolsonaro, que sequer compareceu a debates na campanha eleitoral do ano passado.

Para Fabiano Galdino, o fato de o ex-presidenciável Ciro Gomes não ter recebido o apoio do PT nas eleições passadas, talvez ainda esteja alimentando frustrações na cabeça de Ciro. “Ao tentar polarizar com o ex-presidente Lula, Ciro Gomes deixa claro que não esqueceu seu preterimento pelos eleitores nas eleições 2018. Quem foi para o segundo turno, foi Haddad e o então candidato Jair Bolsonaro”, comentou.

O ex-presidente estadual do PSOL considerou as críticas de Ciro a Lula como precipitadas e afirmou que Ciro insinua que os pronunciamentos de Lula, depois de solto, representam “uma fraude política de Lula”. Mas, o ex-presidenciável Ciro deixa de potencializar a fraude política de Bolsonaro, que sequer compareceu a debates na campanha eleitoral do ano passado.

“Quando afirma que Lula explora a boa fé do povo, ao agir como se já estivesse sido inocentado com a soltura, Ciro não deixa claro se o povo está mesmo convencido da justiça das condenações impostas ao ex-presidente Lula”, disse.

Na opinião de Fabiano Galdino, ao criticar a radicalização no debate político do país protagonizado por Lula, Ciro Gomes parece desconhecer que essa radicalização se justifica pelas ações do Governo Federal e da maioria do Congresso Nacional contra direitos do povo.

“A paixão e o ódio que permeiam os comportamentos políticos e as práticas das figuras da política ocorrem em meio aos ataques aos direitos sociais e trabalhistas no país”, ressaltou.

Fabiano Galdino, advogado, ex-presidente estadual do PSOL

 

Redação

Notícias relacionadas

Opinião: além de incompetente, negacionista e genocida, Bolsonaro é mentiroso

O presidente Jair Bolsonaro – tido e havido como “mito” para uma tropa de pensamento curto – tem sido a soma de um pouco de tudo que é ruim e…

TJ suspende prazos processuais em municípios com bandeiras laranja ou vermelha

O Presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides, através do Ato da Presidência nº 12/2021, suspendeu os prazos processuais em autos físicos nas…