A Paralisação Nacional organizada por profissionais e estudantes em defesa da Educação, nesta terça-feira (13), ganhou a adesão de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, da Comissão Pastoral da Terra e da Marcha Estadual das Margaridas. O grupo fez uma marcha até João Pessoa, pela Br101 e segue acompanhado pela Polícia Rodoviária Federal, que tenta evitar congestionamentos por conta do protesto.

O movimento de mulheres saiu do Trevo do Conde por volta das 08h e a previsão é que cheguem às 13h no Lyceu Paraibano onde ocorre a concentração do ato público contra a Reforma da Previdência, cortes na Educação e Future-se.

Professores, estudantes e demais trabalhadores planejam uma passeata por ruas do centro da cidade com encerramento no Ponto de Cem Réis. A previsão é de que o grupo também se reúna com o governador João Azevêdo (PSB), por volta das 14h.

Até agora o protesto é registrado em 13 Capitais e no Distrito Federal.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

ALPB mantém suspensão das atividades presenciais até 15 de junho

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) prorrogou a suspensão das atividades legislativas presenciais até o dia 15 de junho, por conta da pandemia do coronavírus (Covid-19). A decisão da Mesa…

Municípios têm até domingo para declarar interesse no auxílio emergencial, na PB

A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) lembra que os gestores municipais têm até domingo (7) para comunicar à Secretaria do Tesouro Nacional, por meio de uma declaração…