Por pbagora.com.br

O detento José Geraldo dos Santos, 60 anos, morreu na enfermaria do Presídio do Roger, em João Pessoa, vítima de um infarto agudo do miocárdio e cirrose hepática, conforme laudo fornecido pelo Departamento Médico Legal (DML) na manhã da terça-feira, dia 12, e não em consequência de homicídio, conforme foi divulgado pela imprensa.

O diretor da penitenciária, Dinamérico Cardim, esclareceu que o detento José Geraldo dos Santos cumpria pena no local e, na madrugada da terça-feira, passou mal, reclamando de dores nas costas. Encaminhado pelos funcionários para a enfermaria do presídio, foi medicado pela equipe de plantão.

No início da manhã do mesmo dia, o detento voltou a passar mal. A equipe médica da enfermaria tentou reanimar o paciente, mas ele não resistiu e morreu por volta das 5h.

A perícia do DML realizou os exames em José Geraldo e entregou o laudo médico para seus familiares na mesma terça-feira, dia 12, para que fosse feita a certidão de óbito
 

 

Secom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPT notifica estado para promover concurso na Saúde

O MPT expediu hoje notificação destinada ao Estado da Paraíba para que fosse promovido concurso público para preenchimento das vagas na saúde pública, no prazo de 120 dias, por profissionais…

PB realiza pesquisa inédita no Brasil para avaliar situação do coronavírus no estado

O Governo do Estado da Paraíba realizará um levantamento pioneiro no Brasil para avaliar a situação do estado na pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Entre os dias 3 de novembro…