Por pbagora.com.br

Até o início da noite dessa quinta-feira (24), no interior do estado, pelo menos 12 municípios estavam sem combustível, de acordo com o Sindicato dos Revendedores de Combustíveis da Paraíba. No começo da tarde, Campina Grande entrou em colapso total.

A liberação de 30% pelo comando da greve para serviços essenciais foi considerada um respiro diante do sufoco. Os municípios que estavam até essa quinta-feira  sem combustível eram: Juazeirinho, Junco do Seridó, Assunção, Tenório, Picuí, Alagoa Grande, Ingá, Juarez Távora, Belém, Soledade, Areia e Campina Grande.

Cerca de 75 postos de combustível de João Pessoa haviam sido notificados pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) por causa dos aumentos abusivos nos preços da gasolina e do etanol. Os donos dos estabelecimentos terão de justificar os reajustes por meio de planilha de gastos e de apresentação das cinco últimas notas fiscais emitidas, conforme o órgão.

Na tarde de ontem, o Procon-JP havia identificado 14 postos sem gasolina, 34 sem álcool e 14 sem óleo diesel S10. A inspeção da secretaria não encontrou nenhum tipo de combustível “escondido” nos postos, como chegou a ser denunciado.

 

Jornal Correio da Paraíba

Notícias relacionadas

Detran-PB promove nova live na programação do Maio Amarelo

Seguindo a programação do Movimento Maio Amarelo, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) promove mais uma live, nesta quarta-feira (12). A partir das 10h, pelas redes sociais do órgão. O…

PB deve receber quase 80 mil doses da vacina Astrazeneca no sábado

No próximo sábado (15), quase 80 mil doses de vacinas da Astrazeneca/Oxford (Instituto Bio-Manguinhos/Fiocruz), devem chegar à Paraíba. De acordo com a expectativa da Secretaria de Saúde. Até o momento,…