De acordo com o depoimento do delator da Operação Calvário, Daniel Gomes, ao Ministério Público, o ex-procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro que foi preso no âmbito da Operação, recebia propina desde 2011 quando ele passou a estreitar os laços com Carneiro.

Ainda segundo Daniel, o sonho de Carneiro era que  Coutinho o indicasse para ser desembargador.

“Eu entrava no carro do Gilberto, o motorista saía, existiu um caso também que eu fiz pro Gilberto ele respondia a uma ação e ele tinha uma missão de ser indicado para ser desembargador e precisava se livrar de um processo criminal e eu indiquei e paguei parte desses serviços advocatícios” detalhou.

Confira:

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia atua na prevenção do coronavírus em 32 aldeias indígenas Paraíba

A Polícia Militar da Paraíba deu início, nessa quinta-feira (2), a um trabalho voltado para alertar a população indígena que vive nas 32 aldeias do Litoral Norte do Estado, com…

Tibério confirma desistência da disputa pela reeleição na CMJP

Atual secretário de Desenvolvimento Humano do Governo da Paraíba, o vereador licenciado Tibério Limeira (Cidadania), confirmou nesta sexta-feira (03) que estará fora da disputa pela reeleição na Câmara Municipal de…