Chefe da Defensoria Pública confirma eleição na instituição para o dia 13 de dezembro

Alheio a grande polemica envolvendo a sucessão na Defensoria Pública na Paraíba, o chefe da instituição Elson Carvalho disse que a eleição da categoria está garantida para o próximo dia 13 de Dezembro.
 

“Não há por que não se fazer as eleições, estou um período que considero um mandato, há um imperativo de lei e o conselho definiu”, explicou.
 

Elson definiu a eleição como prudente, onde o futuro mandato será de dois anos e posteriormente o governador eleito Ricardo Coutinho (PSB), poderá fazer a escolha através de uma lista tríplice.

“Daqui a quatro anos será da mesma forma, o que é o mais importante é o respeito à democracia com as instituições”, contou.
 

Por fim, Elson disse que a Defensoria Pública está passando por um processo despostilização no ponto de vista partidário, valorizando a política da autonomia e o respeito.

“Estou dando a minha cota de sacrifício e espero cumprir bem o meu mandato até o dia 31 de dezembro”, concluiu.
 

Na manhã desta terça-feira (24),  a Assembléia Legislativa adiou mais uma vez a apreciação do projeto de lei que propicia o aumento para a categoria.

 

PB Agora
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Danos morais: Quarta Câmara Cível nega recurso de ex-prefeito de Cajazeiras

A Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve decisão de 1º Grau que julgou improcedente o pedido de indenização por danos morais na ação movida pelo ex-prefeito…

Procuradoria da ALPB deve pedir arquivamento do pedido de impeachment de João

Nesta sexta-feira (21) uma informação confirmada, mas ainda extraoficial, dá conta de que a Procuradoria Jurídica da Assembleia Legislativa recomendou, em parecer, o não reconhecimento do pedido de impeachment do…