Por pbagora.com.br

 A defensora pública geral da Paraíba, Madalena Abrantes, disse em entrevista concedida nesta quinta-feira(22), que espera, em breve, a publicação no Diário Oficial do Estado dos atos de nomeação dos concursados, para começar a resolver um antigo problema da instituição que é a falta de defensores em algumas Comarcas.

 

Madalena explicou que do primeiro concurso público realizado na Paraíba – as provas começaram em agosto de 2014 e a homologação do resultado foi em agosto de 2015 – nenhuma nomeação foi publicada. “Os atos de nomeação não saíram no DOE até agora, por decisão do Poder Executivo. A Defensoria tem orçamento para pagar os subsídios dos novos defensores e, estamos lutando pelas nomeações, uma vez que temos um déficit muito grande, com 30% das Comarcas precisando de defensores públicos para orientar e acompanhar as pessoas que não tem condições de pagar advogado”, explicou.

 

Além de falar sobre a necessidade urgente de dar posse aos defensores concursados, Madalena Abrantes disse também que está em ritmo acelerado para promover a reestruturação da Defensoria Pública, com a criação de Núcleos de Atendimento e, um projeto pioneiro que é a Defensoria Itinerante. “Vamos levar toda uma equipe de defensores e servidores para locais em que as pessoas nunca tiveram a orientação jurídica da Defensoria Pública”, enfatizou.

Nova Gestão

Madalena Abrantes tomou posse no dia 16 de dezembro como Defensora Pública Geral da Paraíba para um mandato de dois anos (2016/2018). Ela foi investida no cargo pelos membros do Conselho Superior da DPPB como a mais votada da lista tríplice, escolhida pelo voto direto da categoria.

 

PB Agora com Ascom

Notícias relacionadas

Bruno descarta aumento de tarifa ou subsídio direto às empresas de ônibus

O prefeito Bruno Cunha esteve reunido, na manhã desta terça-feira, 11, na sede da STTP, com representantes do Sitrans (Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros). Em mais uma rodada…

Dos 27 governadores brasileiros, 10 já se vacinaram contra a covid

Dos 27 governadores brasileiros, 10 já tomaram pelo menos a 1ª dose da vacina contra a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A fórmula mais usada pelos mandatários é a…