A decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que pôs em liberdade o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, foi estendida também a outros presos na Operação Calvário.

A ministra do STJ, Laurita Vaz, relatora da Operação Calvário na Côrte, concedeu liberdade também a Bruno Miguel Teixeira e Márcio Nogueira Vignoli. O primeiro é ligado ao ex-secretário de Estado do Planejamento, Waldson Soza. Teixeira, de acordo com investigadores da Calvário, seria responsável por empresas de fachada, além da coleta e distribuição de propina na suposta organização criminosa.

Já o senhor Márcio Nogueira, aparece como responsável pela empresa Conesul Comercial e Tecnologia.

Ambos foram presos no dia 17 de dezembro de 2019, durante operação que prendeu também a deputada estadual Estela Bezerra, a prefeita de Conde, Márcia Lucena e o ex-governador Ricardo Coutinho.

A liberdade de Bruno e Márcio é resultado do pedido de extensão da decisão que concedeu liberdade ao ex-governador

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Lei garante que setor industrial pode produzir, transportar e comercializar álcool 70% na PB

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, promulgou a Lei 11.728/2020, de autoria do deputado Buba Germano, que autoriza a produção, envase, comercialização e transporte do álcool…

Após colisão entre duas carretas motorista fica preso às ferragens

Na madrugada deste sábado (11), três pessoas ficaram feridas entre as cidades de Alhandra e Mata Redonda, no Litoral Sul paraibano, após uma colisão entre duas carretas. De acordo com…