Por pbagora.com.br

De posse de pesquisas internas que apontam os nomes com boa aceitação junto ao eleitorado pessoense, o atual presidente estadual do MDB na Paraíba, o senador José Maranhão admitiu, durante entrevista ao programa Rádio Verdade, na Arapuan FM, na tarde desta quinta-feira (06), que tenta atrair para a legenda a filiação tanto do apresentador Nilvan Ferreira (sem partido), quanto do ex-senador Cícero Lucena (PSDB), com vistas à disputa pela sucessão municipal na Capital.

Maranhão confirmou que fez o convite ao comunicador, mas está na dependência dele aceitar ou não. Sobre os boatos de assinatura da ficha de filiação já ter sido abonada, Maranhão disse que isto sim foi uma brincadeira, já que Nilvan ainda não definiu para que partido migrará.

“Não houve ainda a filiação de Nilvan. Está na dependência dele. Nós fizemos o convite a ele, e ele poderá se filiar ao partido. O partido está aberto a novos valores, e todas as pesquisas divulgadas até hoje têm mostrado que o nome de Nilvan é um nome que tem boa aceitação na cidade de João Pessoa”, disse.

Já sobre Cícero Lucena, Marnhão disse que agendou uma conversa com o tucano, cuja data e o local ainda não foram agendados. Ele exaltou a experiência do tucano, mas destacou que cabe ao próprio Cicero responder se aceita ou não ingressar no MDB e se credenciar para a disputa pela gestão na Capital da Paraíba.

“Nós ficamos de conversar com Cícero Lucena, estamos aguardando uma oportunidade. Eu tenho estado muito presente aqui em Brasília, mas na primeira oportunidade vamos conversar com ele que, como todos sabem, é um nome de largo prestígio na prefeitura de João Pessoa. Tem experiência administrativa, já foi prefeito da Capital, governador da Paraíba, e ministro de Estado. Então ele é um nome com grande potencial de experiência administrativa e poderá ser um bom candidato, mas isso dependerá, naturalmente, dos projetos pessoais do próprio Cícero”, minimizou.

Nesse cenário, o MDB não conta com nenhuma ‘prata da casa’ disponível para o embate eleitoral majoritário. Maranhão, inclusive, chegou a descartar qualquer possibilidade de deixar o Senado para encarar a postulação.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sal marinho será exportado pela primeira vez pelo Porto de Cabedelo

A Companhia Docas da Paraíba vai exportar sal marinho pela primeira vez. O material veio do Rio Grande do Norte e será exportado pelo Porto de Cabedelo no mês de…

Covid: Estado amplia em 100% leitos de UTI no Hospital de Clínicas de CG

O aumento na taxa de ocupação no Hospital de Clínicas (HC) de Campina Grande e a possibilidade de uma segunda onda da covid-19 levou a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PB)…