Por pbagora.com.br

Regina Duarte é “fritada” por Bolsonaro. Ele não admite que alguém seja mais louco que ele mesmo

De “Namoradinha do Brasil” a “Divorciada do país”, Regina Duarte vem surpreendendo até mesmo o presidente Bolsonaro. Nos bastidores palacianos dizem que a Secretaria Especial da Cultura pode sair do cargo a qualquer momento. Motivo? Ela vem superando o inquilino passageiro do Planalto com suas loucuras. E todos sabem que o “mito” não admite ser ofuscado por ninguém.

Como flexibilizar o isolamento social se a população não a respeita?

É claro! O comércio precisa retornar, de forma gradual, suas atividades. Assim como as indústrias, construção civil, dentre outros setores da economia. Mas para tanto, o público deve fazer a sua parte, contudo a maioria não está. Acredite, ou não, no bairro de Gramame, Zona Sul da Capital, o índice de isolamento social está em pouco mais de 16%. O recomendado pelos órgãos reguladores de saúde mira os 70%.

Lockdown na grande João Pessoa não está descartado

O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, informou que existe o perigo iminente do sistema de saúde da região metropolitana da Capital entrar em colapso. Ele afirmou que há a possibilidade do governo endurecer ainda mais as regras de isolamento. Na grande João Pessoa, 78% dos leitos de UTI estão ocupados. Caso as pessoas não cooperem e permaneçam em suas residências, o chamado lockdown poderá ser aplicado.

Projeto de vereador da Capital para igualar salários de parlamentares com os dos professores não evoluiu

Em contato com a coluna, o vereador da Capital, João Almeida (SD) fez uma espécie de desafio a seus pares. Reduzir e igualar os subsídios dos vereadores ao valor do piso salarial que recebe, hoje, um professor da rede pública municipal de ensino. Um parlamentar tem proventos de R$ 15 mil. Já o salário de um docente não ultrapassa R$ 3 mil. “Essa já é uma bandeira de luta minha. Inclusive há um projeto apresentado que nunca evoluiu”. Em um período de pandemia, a economia poderia ser destinada à população.

Classe média “encolhe” com a Covid-19

A classe média brasileira cresceu negativamente com o advento do novo coronavírus, com perdas bilionárias na capacidade de consumo em 2020. Apesar disso, quem tem e terá maior responsabilidade na retomada da economia do Brasil é outra classe, é a política.

 

Eliabe Castor
PB Agora

Por Eliabe Castor

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo inspeciona obras em Guarabira e Caldas Brandão

O governador João Azevêdo realizou, nesta sexta-feira (30), visitas técnicas à agência da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) do distrito do Cajá e ao reservatório elevado e…

Corpo de Bombeiros amplia ações com aquisição de novos drones

Com o objetivo de modernizar e ampliar as ações da corporação, o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) realizou a aquisição de três novos drones a serem entregues ao…