O Ministério Público da Paraíba, cumprindo seu dever de proteger e defender os direitos coletivos e individuais e considerando suposta fraude na realização de cursos pela Câmara Municipal de Santa Rita, resolveu instaurar um inquérito civil com o objetivo de realizar os atos pertinentes ao caso.

De antemão o MPPB determinou além da autuação e registro da portaria que instaura o inquérito, que o GAECO seja oficiado para que informe ao Ministério Público sobre as investigações em curso em relação às empresas apontadas na representação.

Clique no link abaixo e confira o documento:

015.2019.001015-Portaria-2019-0001330596

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PMCG anuncia regras para realização de velórios de mortos por Covid-19

A Gerência de Vigilância Sanitária de Campina Grande – GEVISA publicou, esta semana, uma Nota Técnica com orientações para os serviços funerários no contexto da Covid-19 na cidade. O documento…

Golpista usa o nome do prefeito de CG para arrecadar dinheiro

Romero Rodrigues denuncia crime, que já foi notificado à Polícia Civil Através de suas redes sociais, o prefeito Romero Rodrigues denunciou nesta quarta-feira, 8, uma nova tentativa de golpe, por…